Ir para conteúdo

Cerrado embala no NBB em 2021 e entra na briga pelos playoffs com defesa forte

Estreante no NBB, o Cerrado sofreu no começo da competição e somou apenas uma vitórias nos primeiros 12 jogos. Em 2021, porém, os candangos engrenaram e somam seis vitórias nas nove partidas disputadas, feito que dá ao time a quinta melhor campanha do campeonato  neste ano.

Com duas vitórias em sequência, sobre Unifacisa e Brasília, o Cerrado entrou na zona de classificação aos playoffs do NBB, na décima segunda colocação geral.

Foto: Roberto Peixoto

O bom desempenho da equipe tem por base o bom trabalho defensivo. O Cerrado é dono da sétima melhor defesa do NBB, com média de 78.38 pontos sofridos por jogo. Entretanto, os números são ainda melhores este ano: são 75.2 pontos sofridos em média nos nove jogos disputados. Se considerarmos apenas os jogos que venceu em 2021, o time registra média de 70.6 pontos sofridos, número que daria à equipe o posto de melhor defesa do campeonato.

Outra base para a equipe do Distrito Federal alcançar os resultados positivos passa pelo bom desempenho do time no primeiro e no último quarto das partidas. Nas seis vitórias conquistadas em 2021, em cinco partidas o time venceu o quarto final do jogo, e em apenas duas terminou o primeiro quarto atrás no placar.

Por outro lado, o Cerrado sofre com a volta do intervalo. O time perdeu três partidas em 2021: em todas foi derrotado por dez ou mais pontos no terceiro quarto. Na derrota para o Corinthians a diferença do terceiro período ficou em 11 pontos, enquanto para Minas e Fortaleza ela ficou em 12. Mesmo nos jogos em terminou a partida vitorioso, em apenas dois deles o Cerrado venceu o terceiro quarto.

Em média, o time sofre 18.6 pontos neste período quando vence os jogos. Porém, esse número sobe para 23.6 quando termina a partida derrotado. Ou seja, quando o Cerrado perde o jogo, o time sofre cinco pontos a mais só no terceiro período.

Veja as médias de pontos sofridos em 2021 por período:

Média de pontos sofridos por quarto em 2021:
1º: 17.1
2º: 17.8
3º: 20.3
4º: 18.4

Média de pontos por quarto nas VITÓRIAS em 2021:
1º: 16.3
2º: 17.6
3º: 18.6
4º: 18

Média de pontos por quarto nas DERROTAS em 2021:
1º: 18.6
2º: 18.3
3º: 23.6
4º: 19.3

No ataque, o time teve a saída de Fuller, então cestinha da equipe com média de 15 pontos por jogo. O jogador foi rapidamente substituído pelo ala Nic Wiggins e o Cerrado viu seu jogo coletivo crescer. Quatro atletas da equipe tem médias acima dos dez pontos por jogo e nenhum jogador ficar em quadra por mais que 30 minutos por partida. O treinador Bruno Lopes comentou isso recentemente em entrevista ao Blog do Souza.

Sem chutadores natos no elenco, o Cerrado é apenas a quinta equipe que MENOS tenta arremessos para três pontos no campeonato, e a quarta que menos converte esse tipo de tentativa. No entanto, é o quarto time que mais chuta para dois pontos e o sétimo em cobranças de lances livres. Infelizmente para os estreantes no torneio, o Cerrado não possui alto aproveitamento em nenhum desses dois fundamentos (é o décimo segundo em ambos) e por isso possui apenas o décimo melhor ataque do NBB em média de pontos feitos por partida.

A esperança para o time é que a defesa siga fazendo a diferença para continuar na luta por uma vaga nos playoffs em seu ano de estreia na maior competição do basquete nacional.

Categorias

NBB

Tags

,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: