Ir para conteúdo

O caçador de recorde e seu impacto na NBA!

O basquete praticado na NBA está em constante transformação, prova disso é que para se tornar um pivô acima da média hoje, você tem que obrigatoriamente saber se movimentar além da zona pintada  porém se formos pensar na maior transformação dos últimos anos, com certeza traremos a pauta o aumento progressivo das bolas de 3 durante esses últimos anos.

Um dos responsáveis por isso se não o maior responsável é, Stephen Curry. A sétima escolha do Warriors em 2009  estabeleceu um novo patamar na NBA no quesito que até então não era um dos principais fatores explorados pelos times. As tentativas do perímetro em 1998 representavam apenas 13% e  de lá pra cá esse número só aumentou tendo seu pico de evolução entre 2010 e 2016 onde teve um aumento de aproximadamente 10 tentativas a mais por jogo.

Curry, A máquina de recordes

A dominância de Stephen nessa zona da quadra se torna mais clara quando colocamos seus recordes na tela.

  • Curry se tornou em 2016 o único jogador a ter mais de 400 bolas do perímetro convertidas em uma única temporada  foram 402 bolas em 886 tentativas.
  • Curry tem 3 marcas dentro do top 4 mais bolas de 3 convertidas em uma temporada
  • Jogador a precisar de menos jogos para atingir a marca de 1000 bolas de 3 convertidas, foram 369 jogos para atingir a marca
  • Jogador a precisar de menos jogos para atingir a marca de 2000 bolas de 3 convertidas, foram 597 jogos para atingir a marca
  • 79 jogos seguidos em uma temporada com pelo menos 1 bola do perímetro convertida
  • 157 jogos seguidos com pelo menos 1 bola do perímetro convertida
  • 5 temporadas como líder de bolas do perímetro

 

Essa temporada tem sido positiva individualmente para Curry que vinha de uma temporada praticamente sem jogar devido a sua lesão. Na atual temporada ele já obteve 131 bolas de 3, 32 bolas a mais que o segundo colocado, Buddy Hield. A média atual de Curry é de 5 bolas convertidas por jogo, caso ele mantenha essa média e atuar os 82 jogos dessa temporada ele estabelecerá a maior marca da liga e pela segunda vez ultrapassará a marca de 400 bolas do perímetro em uma temporada.

Apesar de saudosistas reclamarem da idolatria ou até menosprezarem o jogador, temos que reconhecer que falando do aspecto tático dentro da quadra ele tem sido o jogador que mais causou mudanças dentro da história da liga. Curry conseguiu fazer ao lado de Steve Kerr que não só uma liga mas uma estrutura tática cultural mudasse dentro do basquete norte-americano. Se hoje elogiamos alguns pivôs que se movimentam fora da zona pintada, é graças ao reflexo que Stephen Curry trouxe pra liga.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: