Ir para conteúdo

Utah Jazz e o próximo passo: real ou momento?

Na última terça-feira (09), o Utah Jazz venceu o Boston Celtics por 122-108, repetindo o ótimo nível de atuações que vem apresentando na temporada. Donovan Mitchell liderou a vitória com 36 pontos e 9 assistências, em 6-13 nas bolas de três pontos. A equipe nem teve o seu melhor desempenho no aproveitamento do perímetro, mas as 18 bolas convertidas ajudaram a castigar o sistema defensivo dos Celtics. O ala Joe Ingles teve grande noite anotando 24 pontos em 5-11 nas bolas triplas, e o pivô Rudy Gobert teve atuação importante com 18 pontos, 13 rebotes e três tocos. Utah chegou à marca de 20 vitórias e apenas cinco derrotas – o melhor começo de temporada da franquia desde a temporada 1996/97, quando foi derrotada na final pelo Chicago Bulls de Michael Jordan.

Dona da melhor campanha de toda a liga até aqui, a franquia de Salt Lake City figura entre as melhores posições em vários dos mais importantes quesitos da NBA atual – rebotes ofensivos por jogo (3º), tocos por jogo (6º), e aproveitamento do perímetro (2º). Os comandados de Quin Snyder lideram a NBA em bolas de três convertidas (17), rebotes defensivos (38) e rebotes totais (49) por jogo. Os números se refletem em quadra com quatro jogadores acima dos 15 pontos de média, liderados por Mitchell, com 24. Mike Conley, armador titular, lidera a equipe em assistências – quase 6 por jogo – e ainda contribui com 16,5 pontos. Jordan Clarkson, seu reserva, vem respondendo muito bem vindo do banco, sendo candidato ao prêmio de sexto homem da temporada com média de 17,5 pontos. Gobert cumpre seu papel de principal pilar defensivo com 13,5 rebotes e 2,7 tocos de média, e ainda acrescenta em torno de 13 pontos por partida. Utah tem a terceira melhor defesa da liga até o momento.

Donovan Mitchell, ala-armador e estrela da equipe. (Photo by Gene Sweeney Jr./Getty Images)

Os Jazz parecem ter encontrado o entrosamento necessário para se manterem de vez entre as principais forças da Conferência Oeste. Sem grandes contratações realizadas para a temporada, a franquia vem fazendo campanha melhor que os favoritos Los Angeles Lakers e Clippers, que se reforçaram bem na offseason. Após encarar desconfiança pela eliminação para o Denver Nuggets na temporada passada – Utah chegou a liderar a série por 3 a 1 – , a equipe vem mostrando na temporada regular que é de fato digna de atenção para a disputa dos playoffs. É importante lembrar que, sob o comando de Quin Snyder, a franquia chegou à pós-temporada nas últimas quatro temporadas, com o teto sendo por duas vezes a semifinal da conferência. Contudo, o draft de Donovan Mitchell em 2017 e a maturação de seu jogo a nível de estrela renderam um novo e definitivo franchise-player para os próximos anos. A equipe tem se mostrado melhor do que nunca, cabendo à Snyder e seus jogadores manterem o pé no acelerador e provarem de vez que podem competir de frente com grandes favoritos.

Quin Snyder comanda os Jazz há sete temporadas. (Photo by Rick Bowmer/Associated Press)

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: