Ir para conteúdo

Mescla entre juventude e experiência faz Pinheiros acreditar em recuperação no NBB

Mescla juventude e experiência Pinheiros
Foto: Reprodução/Twitter NBB

O Pinheiros iniciou com tudo o segundo turno do Novo Basquete Brasil (NBB), que teve início nesta segunda-feira, 25. Com duas vitórias em dois jogos, a equipe da capital paulista tem colhido os frutos da mescla entre juventude e experiência que faz Pinheiros acreditar em uma recuperação no NBB. É sobre isso que o Blog do Souza fala neste texto.

Até o momento, a equipe comandada por Davi Pelosini enfrentou as fortes equipes de Bauru e Franca, que ocupam a parte de cima da liga nacional e, mesmo assim, conseguiu vencer ambos os duelos.

Um dos pontos a se destacar na equipe de Pinheiros é a defesa. Com boa atuação coletiva, o time conseguiu se defender bem nos momentos decisivos, o que certamente ajudou na conquista das vitórias. Contra Franca, por exemplo, o setor defensivo apareceu na reta final da prorrogação e foi crucial para o triunfo.

Mescla entre juventude e experiência no Pinheiros

A mescla entre juventude e experiência citada acima não é composta por um ou outro jogador. No entanto, hoje irei destacar dois nomes: o armador Gabriel Campos e o pivô Guilherme Teichmann.

Gabriel

Apesar de ter apenas 19 anos, Gabriel joga como um veterano. Em sua primeira temporada jogando “pra valer” no NBB, o armador possui médias de 10.7 pontos, 2.4 rebotes, 3.5 assistências e 9.1 de eficiência.

Nas partidas contra Bauru e Franca, Gabriel teve médias de 16 pontos, 5.5 rebotes e 7 assistências. Desta forma, foi extremamente decisivo para que Pinheiros saísse vitorioso nas duas ocasiões.

O crescimento do garoto ao longo da temporada é fundamental para a evolução de sua equipe, que agora é competitiva, apesar da campanha abaixo do habitual.

Conheça o canal do Blog do Souza no YouTube!

Teichmann

Guilherme Teichmann, por sua vez, utiliza toda sua experiência para auxiliar a garotada de Pinheiros e, além disso, contribui muito dentro de quadra, principalmente pegando rebotes. Nas duas vitórias deste segundo turno, o pivô teve médias 9 pontos, 12 rebotes e 6 assistências.

No duelo contra Franca, por exemplo, Teichmann anotou a cesta da vitória no estouro do cronômetro, pondo números finais no placar após uma prorrogação.

Com seis vitórias no NBB, o time ocupa a 12ª posição na tabela e, desta forma, vai garantindo a última vaga nos playoffs da competição. Com essa mescla entre juventude e experiência no Pinheiros, a equipe  certamente começa a sonhar em terminar a temporada regular em uma boa posição  e, consequentemente, dar trabalho aos adversários na pós-temporada.

Lucas Ardito Ver tudo

Tenho 18 anos e sou estudante de jornalismo na PUC-Campinas. Falo sobre basquete, futebol e o que mais vier!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: