Ir para conteúdo

CJ McCollum e Portland arrasam a festa de Harden

No dia de comer a ceia de Natal requentada, o fã da NBA teve dez partidas para ajudar a passar a resseca natalina. Confira algumas das melhores jogadas e o placar das partidas de hoje:

HOUSTON ROCKETS 126 x PORTLAND TRAIL BLAZERS 128

CJ McCollum, do Blazers, e James Harden, marcaram o mesmo número de pontos, 44, na disputa mais eletrizante da noite, com direito a uma prorrogação que, para desespero dos fãs dos Rockets, esteve perto de se encaminhar para um segundo tempo extra.

Duelo entre Harden e Lillard agitou a noite. Foto: Steph Chambers – Oregon Live.

McCollum teve um recorde na carreira de bolas de três – nove -, e deu a letra no jogo, acompanhando de Damian Lillard, que nunca faz feio, e saiu da quadra com 32 pontos.

CJ McCollum apontou 44 pontos. Foto: Steph Chambers – Oregon Live

Harden fez um jogo belíssimo, para compensar a perda de DeMarcus Cousins e John Wall, que ainda estão quarentenados e não puderam jogar.

ATLANTA HAWKS 122 x 112 MEMPHIS GRIZZLIES

Show de Trae Young: 36 pontos e nove assistências. E como, na temporada passada, o jogador claramente clamava por um time mais competitivo, seus colegas atenderam o chamado – Kevin Huerter, prata da casa vindo do draft de 2018, ajudou Young na missão de arrancar a vitória na casa dos Grizzlies, fazendo 21 pontos e quatro assistências.

Young dando show em Memphis. Foto: Noticia al Día.

Já no Memphis, tivemos três marcadores: o sempre habilidoso Dillon Brooks, com 19 pontos; Kyle Anderson, com 20; e o craque Ja Morant, que cravou 28 pontos e sete assistências.

OKLAHOMA CITY THUNDER 109 x CHARLOTTE HORNETS 107

Por dois pontos o visitante – e dilapidado por inúmeras vendas – OKC conseguiu arrancar a vitória do potente Hornets. Shai Gilgeous-Alexander, que se tornou uma das figuras centrais da equipe, foi o grande scorer, com 24 pontos e nove assistências.

O armador Terry Rozier foi o maior marcador do Hornets, com 19 pontos.

CLEVELAND CAVALIERS 128 x DETROIT PISTONS 119

Ninguém apostaria que os dois times do Leste, com campanhas discretas – para se dizer o mínimo – fariam um jogo com duas prorrogações. Alguns fãs, no Twitter (um, em especial, bem conhecido de nossos leitores), expressaram sua surpresa com os sucessivos empates dessa partida:

Brincadeiras à parte, o armador Colin Sexton foi um dos responsáveis pela suada vitória do campeão de 2016. Andre Drummond não poupou seu ex-time e fez um partidaço, anotando 23 pontos e 16 rebotes.

O grande – em estatura – Pistons teve em Jerami Grant seu destaque, com 28 pontos e dez rebotes. O ala foi uma das melhores aquisições da equipe, pois no Denver Nuggets era uma peça fundamental no esquema tático de Mike Malone. Derrick Rose, em 33 minutos na quadra, só marcou 13 pontos.

ORLANDO MAGIC 130 x WASHINGTON WIZARDS 120

O brilho da noite foi de Markelle Fultz, que desde o começo já adiantava como seria o ritmo do jogo. Nikola Vucevic fez boa pontuação – 22 – e teve a marca de 17 rebotes em seus 31 minutos disponíveis. O novato Cole Anthony mais uma vez deixou sua digital – em 16 minutos fez nove pontos, cinco rebotes e cinco assistências, já se encaminhando para um futuro triple-double.

O time de Russell Westbrook continua com as características dos amistosos: transições rápidas, mas que carecem de detalhes como finalizações e, por algumas vezes, de passes mais precisos. Contudo Bradley Beal, o xerife do Washington, fez 39 pontos, numa noite quase perfeita. O técnico Scott Brooks terá pressa em aparar essas arestas antes da primeira metade do campeonato deste ano – para que não seja tarde demais.

PHILADELPHIA 76ers 109 x NEW YORK KNICKS 89

Joel Embiid não se intimidou frente ao time do Knicks que, mesmo quando perde, chama a atenção dos espectadores da NBA pelo gás de seu jovem elenco (porém hoje esse deixou a desejar). Ele fez, no Madison Square Garden, 27 pontos e 10 rebotes. Seth Curry voltou pra casa com 17 pontos e um acerto de 75% nas bolas de três pontos.

Em uma noite não tão inspirada de RJ Barrett – 33 minutos e dez pontos -, sobrou para Julius Randle fazer cestas para os donos da casa. Ele teve 25 pontos, sete rebotes e três assistências.

INDIANA PACERS 125 x CHICAGO BULLS 106

Mais uma derrota para o Chicago Bulls, que mesmo com a contratação de um dos melhores executivos do mercado, Arturas Karsinovas, está deixando a dever para os fãs que esperavam, no mínimo, uma campanha regular.

O Pacers, um time que muitos sempre esperam ver em segundas rodadas de playoffs, colocou pra funcionar seu trio de pontos – Domantas Sabonis (22), TJ Warren (23) e Victor Oladipo (22) faturaram as cestas que deram a vitória ao time da terra da velocidade.

TORONTO RAPTORS 114 x SAN ANTONIO SPURS 119

Um jogo quase todo o tempo parelho, com momentos onde pudemos ver um Spurs realmente com a marca vitoriosa de Gregg Popovich – e mais animado, verdade seja dita. Algumas cestas foram marcadas através de apenas dois passes, mostrando um esquema tático rápido, que conseguiu passar por um Toronto em má fase.

Mas quando o Toronto desanima, o único em quadra que mantém o ritmo frenético é Fred VanVleet. Hoje ele repetiu a atitude e saiu com 27 pontos e nove assistências.

E o carrasco do Raptors foi seu ex-astro, DeMar DeRozan, com 27 pontos, oito assistências e cinco rebotes. O australiano Patty Mills, um dos líderes do San Antonio, cravou 21 pontos em 29 minutos.

MINNESOTA TIMBERWOLVES 116 x UTAH JAZZ 111

Principais box scores da noite: Anthony Edwards, em 22 minutos, fez 18 pontos, provando que ser a escolha número um do draft desse ano lhe dá as credenciais para tornar o Timber ainda mais competitivo; D’Angelo Russell fez 25 pontos. E pro Jazz, Donovan Mitchell encestou 21 pontos, e Mike Conley, 20.

PHOENIX SUNS 103 x SACRAMENTO KINGS 106

De’Aaron Fox, com desempenho efetivo, fez 24 pontos – dez a mais que seu companheiro Buddy Hield. Para o lado do Suns, tivemos a dupla Devin Booker, com 26 pontos, e Chris Paul, com 24.

Categorias

NBA

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: