Ir para conteúdo

Veja como foi o Natal na NBA

Hoje o dia não foi só de peru e rabanadas. A famosa rodada de Natal, que conta com cinco partidas, uniu fãs constantes e famílias em torno da televisão. Confira algumas jogadas e o placar da rodada especial de 25 de dezembro:

NEW ORLEANS PELICANS 98 x MIAMI HEAT 111

Duncan Robinson empatou o recorde de bolas de três em um jogo de Natal – Brandon Ingram, que estava do outro lado da quadra, é também o detentor -, fazendo sete delas.

O jogo começou com um Pelicans estruturado na defesa, porém, ao longo do primeiro quarto, essa marcação falhou e não segurou a ofensiva do Heat. JJ Redick estava num dia ruim com seus arremessos de longa distância, e seus colegas não conseguiram tirar essa diferença – porém o Pelicans do técnico Stan Van Gundy já se mostra mais competitivo do que sob a batuta de Alvin Gentry.

Robinson foi o destaque maior do time do Heat. Foto: Reuters.

O Heat perdeu, na segunda metade da partida, Jimmy Butler, por um problema no tornozelo, mas mesmo assim não sucumbiu à pressão feita pelo Pelicans no quarto quarto. Zion Williamson fez ótima partida, com 32 pontos – Ingram marcou quatro a menos. Do lado vencedor, Duncan Robinson terminou a partida com 23 pontos, e Bam Adebayo, 17.

GOLDEN STATE WARRIORS 99 x MILWAUKEE BUCKS 138

Stephen Curry, sem Klay Thompson e Draymond Green, mesmo jogando bonito como sempre, sentiu o déficit de seus colegas, o que levou Khris Middleton a ser o nome da partida, com 31 pontos em 25 minutos – além de pegar quatro rebotes defensivos e dar cinco assistências ao time.

Giannis Antetokounmpo ficou em quadra um minuto a mais, atuando forte na defesa do garrafão contra o desequilibrado time do Warriors, pegando 13 rebotes (nove defensivos) e marcando 15 pontos.

BROOKLYN NETS 123 x BOSTON CELTICS 95

Jogo equilibrado em Boston, com Jayson Tatum mais uma vez mostrando que pode realmente ser um dos nomes da temporada para MVP e para comandar o time do técnico Brad Stevens. Ele mostrou uma excelente movimentação fora do garrafão, conseguindo fugir da marcação pesada imposta pelo Nets, e fez 20 pontos e agarrou oito rebotes – sendo sete defensivos.

Do lado do vencedor Nets, tivemos Kevin Durant com 33 minutos em quadra e 29 pontos. O time disparou no terceiro quarto, aumentando a diferença que era sempre de dois ou três pontos, para 12. No último período essa diferença chegou a estar em 24 pontos. Kyrie Irving carregou a maior sacola da noite – 37 pontos, oito assistências e seis rebotes. Definitivamente, o Nets é o time que mais empolga quem acompanha a NBA nesse início de temporada.

DALLAS MAVERICKS 115 x LOS ANGELES LAKERS 138

A partida começou equilibrada, e até o final do segundo quarto o time do Dallas, mesmo atrás da pontuação, mostrava uma distribuição de cestas entre Luka Doncic, Tim Hardaway Jr. e Dorian Finney-Smith. Do lado do Lakers, Anthony Davis e LeBron repetiram a tabela de pontos nesse período – AD com 13 pontos e LeBron, com dez (3:28 do segundo quarto).

Na segunda metade do jogo a equipe texana errou muito, e o placar disparou até o final, com a vitória por uma diferença de 23 pontos. Box score dos principais pontuadores: Anthony Davis, com 28 pontos e oito rebotes; LeBron James, 22 pontos, dez assistências e sete rebotes; e Montrezl Harrell, com 22 pontos.

Pro Mavericks, Luka Doncic garantiu 27 pontos, e Trey Burke e Josh Richardson fecharam ambos com 17.

LOS ANGELES CLIPPERS 121 x DENVER NUGGETS 108

A última partida da noite de Natal, que no Brasil já havia varado madrugada adentro, teve como vencedora a franquia de Los Angeles. Os líderes angelinos em quadra foram dominantes – só de cestas de três pontos, doze foram marcadas na primeira metade do jogo, com Ty Lue utilizando em quadra onze atletas.

Mesmo com a tentativa de aproximação no último quarto, quando Jamal Murray finalmente deixou o desempenho decepcionante e entrou no modo on, o Nuggets não conseguiu bater um Clippers acelerado e cadenciado.

Kawhi Leonard, no último quarto, sofreu um choque com seu colega Serge Ibaka e acabou levando uma cotovelada no rosto, deixando a quadra sangrando muito.

Porém, antes do acidente ele já havia anotado 21 pontos, cinco assistências e o mesmo número de rebotes. Paul George fez dois a mais e nove assistências. Pelo Nuggets, Murray terminou com 23 pontos, e um cansado Jokic, de aparência abatida, cravou mesmo assim 24 pontos, nove rebotes e10 assistências, quase chegando a um triple-doble.

Categorias

NBA

Tags

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: