Ir para conteúdo

Quem é o líder do KTO/Caxias do Sul Basquete?

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é joao-neto-lnb-1.jpg
Foto: João Neto/LNB

Após dois anos fora do Novo Basquete Brasil (NBB), o Caxias do Sul retornou ao cenário nacional, com uma parceria firmada a empresa de apostas KTO. Assim formando o KTO/Caxias do Sul Basquete.

Uma alta expectativa foi colocada sob o time. Afinal, foi em 2018 que o clube jogou até as quartas de finais da liga, perdendo a série para Mogi Basquete por 3 a 1.

Para a temporada 2020/2021, os gaúchos contrataram alguns atletas que já haviam feito parte do time, como Pedro Mendonça, Rubinho, Dida e Stabile, e adicionou alguns nomes novos como o argentino Nico, os pivôs Adriano e Shiton e o experiente ala Pedro Teruel. Mas as duas principais contratações são: Antonio, que saiu da Unifacisa e o ala-pivô Túlio da Silva, emprestado pelo Flamengo.

Uma das principais características do time do técnico Rodrigo Barbosa sempre foi a coletividade, sem uma grande estrela. Entretanto, o time parece estar enfrentando um conflito de protagonistas e uma falta de encaixe totalmente natural para um início de NBB para um time parado a tanto tempo.

Túlio está passando por um processo de adaptação do College dos Estados Unidos para o basquete nacional. Então apesar de seu nível estar sendo de um líder, muitas vezes ele parece deslocado do time, algo totalmente natural e que se ajusta com o tempo. Por outro lado, temos Antonio que, aos 26 anos, está chamando a responsabilidade em diversos momentos do campeonato. O Caxias hoje se encontra com dois líderes, mas em situações totalmente diferentes nos jogos, essas sitações foram analisadas abaixo:

Até o momento ocorreram treze partidas jogadas e apenas uma vitória, contra Brasília, apesar de enfrentar times mais fortes como Franca, São Paulo e Flamengo, Caxias mediu forças contra equipes no confronto direto pelas vagas nos playoffs, como Campo Mourão, Pinheiros e Cerrado.

O principal destaque tem sido sem dúvida alguma, Túlio, com médias de 14.5 pontos, 5.4 rebotes e 14.4 eficiência em 11 jogos. Porém, o que preocupa é que as principais partidas do ala-pivô foram em derrotas largas, como os 23 pontos contra VIPTECH/Campo Mourão, em jogo que acabou 96 a 76 para os paranaenses.

Foto: João Neto/LNB

Ao mesmo tempo que um jovem se destaca, Antonio assumiu a responsabilidade de jogar na posição 5 após lesão de Shilton. Nos ultimos cinco jogos o atleta possui médias de 17.2 pontos, 5.8 rebotes, 19.6 eficiência e 72% de acerto para 2 pontos, se tornando uma das surpresas do time.

Então fica a pergunta, quem é o líder desse KTO/Caxias do Sul Basquete? Os números nos mostram dois grandes atletas exibindo seu valor, mas ambos com suas aparições de forma distinta na hora de liderar. Se Túlio vai liderar a equipe carregando pontos e atrapalhando a defesa adversária, Antonio parece ser um atleta que faz seus números com o trabalho mais coletivo e movimentação da equipe.

Apenas o tempo nos dirá qual será o que mais ajuda os gaúchos, mas com a combinação certa, esse protagonismo pode ser dividido entre ambos e aumentar a coletividade do time. Além disto, a competitividade interna tende a aumentar o nível individual de cada atleta da equipe.

Ao torcedor do Caxias, calma, o jogo de parelho contra Flamengo e uma disputa interna saudável são fatores animadores para uma evolução no restante da temporada.

Lorenzo Goulart Bonone Ver tudo

Sou um estudante do ensino médio de Caxias do Sul. Fã de basquete e filmes. Escrevo sobre NBB no Blog do Souza e cultura pop no Despida Mente.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: