Ir para conteúdo

Apostas para 20-21: O Nuggets e sua evolução do passing game

Vem aí a segunda temporada seguida completamente fora do padrão na NBA. Fazer previsões normalmente já é difícil e nesse cenário é mais arriscado ainda. Nos últimos dias antes da abertura da temporada 2020-2021, o Blog do Souza traz as apostas para o ano. A ideia não é necessariamente acertar o que vai acontecer nos próximos meses, mas sim apontar times, jogadores e situações que vale a pena ficar de olho. Mas é claro que se a gente cravar alguma coisa, vamos querer o crédito.

Acompanhe nossas outras apostas:

Apostas para 20-21: Minnesota Timberwolves serão a grande decepção da temporada

Apostas para 20-21: Washington Wizards busca a magia

Apostas para 20-21: O “estado da União” do New York Knicks

Apostas para 20-21: Blake Griffin como peça fundamental…longe de Detroit

Apresentação de Facundo Campazzo pelo twitter do Denver Nuggets
Twitter Denver Nuggets – Divulgação

Na temporada passada o Denver Nuggets já era uma das equipes que mais se movimentava sem a bola para utilizar todo o poder de criação com os passes do melhor pivô passador da liga (talvez de todos os tempos?), Nikola Jokic. Além disso, ainda tinham toda agressividade de Jamal Murray para criar ainda mais espaços e deixar o jogo ofensivo ainda mais coletivo. E o que parecia bom, parece que vai melhorar nessa temporada. Muito se deve a aquisição do astro argentino Facundo Campazzo, responsável por diversos pesadelos para nossa seleção e um dos melhores, se não o melhor, armadores do mundo FIBA quando jogava pelo Real Madrid. Ele mal chegou e já conquistou os olhares com seus passes e sua capacidade de leitura de jogo, tanto no ataque quanto na defesa, produzindo alguns highlights ainda na pré-temporada.

Mas as coisas vão além, já que Facu tem qualidades que se encaixam perfeitamente com o estilo de jogo do Nuggets, já que sabe se movimentar sem a bola com maestria e acelera a movimentação da bola com um toque. Somado a isso, temos o amadurecimento de MPJ e a torcida para que ele tenha melhorado sua defesa, além da volta do departamento médico de Will Barton e Gary Harris. A manutenção de grande parte do elenco foi fundamental para o estilo de jogo do Denver, baseado em muitos passes e movimentações sem bola, o que exige uma sinergia muito grande dos atletas e muitas leituras sem bola.

Se concretizando o cenário onde vai haver uma evolução no estilo de jogo de passes e movimentação sem bola do time do Colorado, ele deve se manter na disputa entre as primeiras posições do Oeste, podendo surpreender com uma rotação mais profunda e madura, além da possibilidade de jogar com dois armadores de ofício ao mesmo tempo, algo que o técnico Mike Malone tentou alguns vezes durante a temporada passada mas não conseguiu encontrar uma combinação tão ideal.

Jamal Murray comemorando em um jogo do Denver Nuggets
Murray invocando seus poderes de Super Saiyajin – Photo by Kevin C. Cox/Getty Images

Categorias

NBA

Tags

Vitor Hugo Sarvas Ver tudo

Analista de desempenho desde 2014, acredita que a ciência e a prática podem e devem andar juntas. Escrever faz parte da maneira de divulgação científica e mostrar como de fato ambos se completam.

Um comentário em “Apostas para 20-21: O Nuggets e sua evolução do passing game Deixe um comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: