Ir para conteúdo

Euroliga Feminina – Ekaterinburg confirma favoritismo e fica com 100% de aproveitamento; grupo B é o mais equilibrado

Chegou ao fim a primeira parte da temporada regular Euroliga Feminina da FIBA (EuroLeague Women ou EuroW), o maior torneio de clubes do feminino na Europa. A pandemia da COVID-19 forçou a organização a fazer modificações no formato de competição desta temporada. Ao contrário de seu formato tradicional, com dois grupos de oito times, jogando jogos dentro e fora de casa, esta temporada está acontecendo em “janelas de jogos” e com quatro grupos de quatro equipes. Além disso, cada grupo terá seus jogos disputados em cidades-sede, para diminuir o deslocamento dos clubes. Os dois primeiros colocados de cada grupo ao fim da temporada regular, avançam para a janela das quartas-de-final, em março.

Nesta semana, aconteceu a primeira das duas janelas da temporada regular, que contou com 18 jogos entre terça e sexta-feira (01/12 a 04/12). Todas as partidas foram realizadas em três cidades-sede: Istambul, na Turquia, Girona, na Espanha, e Sopron, na Hungria. Dois times acabaram ficando de fora dessa janela por terem tido surtos de coronavírus em seus elencos: o Galatasaray (TUR) e o Izmit Belediyespor (TUR). Mas estamos aqui pra falar dos jogos dessa janela, então, vamos lá!

DYNAMO KURSK DESAPONTA E AVENIDA TOMA A FRENTE EM CORRIDA PELA LIDERANÇA DO GRUPO A

O grupo A, que conta com Nadezhda (RUS), Dynamo Kursk (RUS), Perfumerias Avenida (ESP) e Izmit Beledyespor (TUR), teve seu primeiro jogo do grupo acontecendo na terça feira, entre Nadezhda e Dynamo Kursk. O clube turco, como já mencionamos, ficou impossibilitado de participar desta janela.

Na maior zebra da rodada, o Nadezhda bateu o Dynamo Kursk por 77 a 74. O Nadezhda, que vem de boas participações na EuroW, mesmo contando com times inferiores no papel, fez grande campanha na última temporada completa (2018-19), chegando ao Final Four. No entanto, teve grandes perdas para esta temporada, como a armadora Erica Wheeler e as duas bigs, Nayo Raincock-Ekunwe e Verameyenka, enquanto a contratação mais badalada foi a de Monique Billings e do novo técnico Maros Kovačić. Por outro lado, o Dynamo é um dos candidatos a brigar pelo título e teve boas contratações, focando em um núcleo mais jovem com a russa Raisa Mussina (22 anos) e teve a chegada de Arike Ogunbowale (que ficou entre as três primeiras na disputa pra MVP da WNBA na última temporada), Amanda Zhui B. e Alex Bentley, além da nova comandante Elena Shakirova. Pelo lado do Dynamo, a estreante Ogunbowale teve ótima participação, com 29 pontos, mas a dupla Dikaioulaku (19 pontos e sete assistências) e Logunova (19 pontos e 12 rebotes) levaram o Nadezhda até a vitória.

No segundo jogo do grupo, que ocorreu na quarta, entre Nadezhda e Avenida, o time espanhol não teve dificuldades nenhuma no jogo e manteve a liderança no placar durante toda a partida, não dando chance para o time russo. O time do Avenida teve como destaque Tiffany Hayes (21 pontos e cinco rebotes). Já do lado do Nadezha, Monique Billings foi o destaque com 11 pontos e oito rebotes. No terceiro e último jogo do grupo nessa janela, que ocorreu nesta sexta, o Dynamo Kursk perdeu mais uma vez e dessa vez pro Avenida, que assumiu a liderança. Depois de um primeiro tempo muito equilibrado, o Avenida melhorou a defesa para o segundo e conseguiu neutralizar o ataque do Kursk. Mais uma vez o destaque do jogo foi Tiffany Hayes (24 pontos e seis rebotes) mas outras duas jogadoras do Avenida também contribuíram: Katie Samuelson (16 pontos e sete rebotes) e Emese Hof (14 pontos e 13 rebotes). Pelo lado do Dynamo, Arike Ogunbowale (17 pontos e oito assistências) e Stephanie Mavunga (14 pontos e 14 rebotes) foram os destaques, mas não o suficiente para parar o Avenida, que venceu por 89 a 74.

Confira como ficou a classificação do grupo A depois desta primeira janela:

FENERBAHÇE PERDE NA ÚLTIMA RODADA DA JANELA E DESPERDIÇA CHANCE DE ABRIR VANTAGEM EM GRUPO EQUILIBRADO

No grupo mais equilibrado da EuroW, o grupo B, que conta com grandes times como o Fenerbahçe (TUR), de Satou Sabally e Kayla McBride, o ASVEL Lyon (FRA), de Marine Johannés e Alysha Clark, o USK Praga (CZE), de Alyssa Thomas, e o “saco de pancadas” Arka Gdnya (POL).

Por um momento, parecia que o Fenerbahçe iria sair bem na frente, com três vitórias, após ter vencido os dois primeiros jogos, contra o Praga (77 a 70), com grande atuação da Sabally e seus 30 pontos e 11 rebotes, e contra o Gdnya (80 a 70), com atuação imponente de Kayla McBride (22 pontos) e de Sabally (23 pontos e oito rebotes). Porém, no último jogo desta janela, pra tentar sair com a nota 10, a equipe turca acabou perdendo o confronto contra o ASVEL por 84 a 70, em ótima atuação coletiva do time francês, que teve quatro jogadoras passando dos dez pontos e que principalmente teve boa atuação defensiva em cima de Satou Sabally, que terminou com apenas 11 pontos e somente dez arremessos o jogo inteiro. Kayla McBride até tentou levar a equipe turca até a vitória, fazendo 28 pontos, mas não foi o suficiente.

No outro jogo que ocorreu nesta sexta, o Praga encarou o Gdnya e conseguiu vencer por 85 a 76, em uma atuação maravilhosa de Alyssa Thomas com direito a triplo-duplo com 19 pontos, 11 rebotes e 12 assistências. O Praga veio de uma vitória dramática contra o ASVEL, por 80 a 79, que deu mais tranquilidade pro time, que já tinha sido derrotado pelo Fenerbahçe na primeira rodada. Um tropeço contra o ASVEL deixaria o time em situação desconfortável, com duas derrotas. O Gdnya correspondeu às expectativas e teve três derrotas em três jogos, contra o ASVEL, por 89 a 57, contra o Fenerbahçe, por 80 a 70, e contra o Praga, por 85 a 76. Não podemos dizer que estamos surpresos com essa campanha, pois já era o esperado, pelo menos da minha parte.

Confira como ficou a classificação do grupo B depois desta primeira janela:

EKATERINBURG TERMINA PRIMEIRA JANELA COM 100% DE APROVEITAMENTO E CONFIRMA FAVORITISMO

Os resultados do Grupo C nesta primeira janela foram todos dentro da expectativa geral, com o UMMC Ekaterinburg (RUS), atual bicampeão da competição e dono de quatro dos últimos sete títulos, vencendo todos os três jogos. Também era esperado que o TTT Riga (LET) tivesse uma campanha ruim e o clube letão ficou com três derrotas em três jogos. Vamos ver como foram esses jogos.

O Ekaterinburg passou o carro em todos os times do grupo, sem exceção. Na sua estreia, a equipe russa enfrentou o Famila Schio (ITA) e não deu chance pro adversário. Em um jogo muito tranquilo, o time venceu por uma diferença confortável de 22 pontos, contando com boas atuações de Jonquel Jones (20 pontos e seis rebotes) e de Courtney Vandersloot (15 pontos e sete assistências). No mesmo dia, o Spar Girona (ESP), time que eu aposto que vai ficar em segundo no grupo, venceu o Riga em um jogo mais complicado que a expectativa, por 81 a 77. Na segunda rodada, que ocorreu na quinta, o Girona enfrentou o Ekaterinburg, em um confronto entre os dois prováveis classificados do grupo e mais uma vez o time da Rússia não deixou o adversário jogar e venceu com muita tranquilidade, por 94 a 67, em ótimo jogo coletivo. Jonquel Jones foi novamente a cestinha, com 21 pontos e ainda pegando 13 rebotes.

Na última rodada dessa janela, aconteceu um confronto importante pela segunda colocação do grupo, entre Girona e Schio. O jogo fechou a rodada e essa primeira janela e foi um jogo bem legal, decidido no clutch. A partida acabou com uma vitória do Girona por 85 a 81, uma vitória para dar mais confiança ao time espanhol nessa briga pela segunda colocação. O Girona contou com boa atuação de Sonja Vasić (16 pontos e seis rebotes) e de María Araújo (14 pontos e três rebotes). No outro jogo do grupo, para surpresa de zero pessoas, o Ekaterinburg venceu o Riga por uma diferença de 34 pontos com, Breanna Stewart aparecendo no campeonato e fazendo 22 pontos na vitória. O time russo, é amplo favorito e conta com grandes jogadoras do basquete feminino mundial, como Stewart, atual campeã e Finals MVP da WNBA, Courtney Vandersloot, detentora do recorde de mais assistências em um jogo na WNBA, Allie Quigley e Emma Meesseman. Já deu pra entender o favoritismo né?!

Confira como ficou a classificação do grupo C depois desta primeira janela:

SOPRON BASKET COMEÇA BEM E FICA EM PRIMEIRO EM GRUPO D COM JOGOS REDUZIDOS

No último grupo da EuroW, o Sopron Basket (HUN) sai na frente com duas vitórias em uma janela reduzida por conta de surto de COVID-19 no Galatasaray, que não jogou nessa janela. Assim como o grupo A, o grupo D, teve apenas três jogos nessa janela, em um grupo que, em tese, é tranquilo, com Galatasaray e Sopron como favoritos para se classificar em primeiro e segundo, respectivamente. O Sopron não decepcionou e correspondeu às expectativas, com duas vitórias convincentes sobre o Basket Landes (FRA) e o Bourges Basket (FRA). No primeiro jogo do grupo, entre Sopron e Landes, o time húngaro venceu bem, por uma diferença de dez pontos em ótima atuação da dupla Gabby Williams (19 pontos e cinco rebotes) e Jolie January (18 pontos e quatro assistências), o que deu a vitória ao Sopron por 70 a 60.

Os outros dois jogos do grupo ocorreram na quinta e na sexta. O jogo entre Bourges e Landes, em um jogo que poderia ser do campeonato francês, o Landes saiu vitorioso, por um placar de 69 a 66, em um bom jogo coletivo sem um destaque individual para a equipe vencedora. Já pelo lado do Bourges, Alexia Chartereau teve boa atuação, com 21 pontos e 14 rebotes, mas não foi o suficiente para vencer. E no último jogo do grupo D, o Landes perdeu para o Sopron por um placar de 70 a 59. O time húngaro contou mais uma vez com boa atuação de duas jogadoras: dessa vez Gabby Williams (18 pontos e cinco rebotes) e Jelena Brooks (18 pontos e oito rebotes), e garantiu uma boa vantagem no grupo.

Confira como ficou a classificação do grupo C depois desta primeira janela:

Próxima janela

A temporada regular terá sua segunda e última janela no próximo mês de janeiro, com um total de 24 partidas. Os jogos serão realizados nos dias 19, 21 e 22, com oito partidas em cada dia. Até o momento da publicação deste texto, ainda não há uma definição da FIBA com relação às cidades-sede e nem aos horários dos jogos da janela. Ao fim da mesma, conheceremos os oito clubes que avançam para as quartas-de-final.

Equipe EuroLeague Brasil Ver tudo

Perfil brasileiro dedicado à maior liga europeia de basquete. Você nos encontra no Instagram e Twitter por: @EuroLeagueBRA

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: