Ir para conteúdo

Isaiah Jackson, “um” Big ou “o” Big

Dados Gerais 

Universidade: Kentucky

Posição: Big

Nacionalidade: EUA

Idade: 10/01/2002 (18 anos)

Altura: 6’10 (2,08)

Peso: 208 lbs (94 Kg)

Envergadura: 7’2.5 (2,20) 

 

Isaiah Jackson é um dos prospectos que mais me intrigaram neste começo da temporada universitária de basquete. Mesmo não sendo o nome de maior destaque da classe de freshmen de Kentucky, que inclui possíveis escolhas Top 10 como Terrence Clarke e Brandon Boston Jr., ele tem mostrado muito potencial

UK Wildcats Isaiah Jackson impresses in debut but suffers ankle injury - A  Sea Of Blue

.

Primeiro, esse não será um texto para dizer que Isaiah Jackson vai ser uma superestrela na NBA, será o steal do Draft ou que é uma escolha de loteria, pelo contrário, as expectativas com ele tem de ser realistas, ele é uma aposta de upside no final da 1ª rodada que ainda tem grandes problemas dos dois lados da quadra, mesmo assim, não deixa de ser extremamente interessante.

Jackson foi um jogador amplamente considerado Top 30 para recrutamento. Ele fez parte da famosa equipe de Spire Academy de LaMelo Ball, nela, enquanto LaMelo cuidava dos highlights no ataque com passes geniais, Isaiah fazia grandes tocos para os highlights defensivos. Para colocar em números, Jackson teve 7.7 tocos de média na sua temporada de senior em Waterford Mott High School e 3.0 na EYBL.

E em Kentucky ele continua no mesmo ritmo, em 3 jogos e 72 minutos apenas, o pivô já acumula 12 tocos, ou seja, 4 por jogo e 6.7 per 40. E isso se deve a vários fatores, seu tamanho: 6’10 de altura e 7’2.5 de envergadura, seu timing e sua inteligência para saber quando pular e quando não pular, seus flashes de rotações muito rápidas, que embora inconsistentes, são também excelentes em alguns momentos e seu atletismo, que é altamente funcional, não só tendo uma impulsão alta, como muito rápida e com um 2º pulo também muito potente, além do seu deslocamento lateral, que o permite acompanhar qualquer jogador. Esses fatores todos contribuem também para que ele seja um jogador que domina as duas tábuas, pegando muitos rebotes no ataque e na defesa e sendo uma força imponente próxima a cesta.

Os oito tocos do Isaiah Jackson na derrota contra Kansas (01/12)

 

Mas ele tem potencial para ser muito mais que um protetor de aro na defesa, sua mobilidade lateral é muito boa, durante o Pro Day de Kentucky Jackson testou como o jogador mais rápido no lane agility drill. o que é muito surpreendente para um jogador do seu tamanho. E isso não é só algo que se mostra em exercícios numa quadra vazia, é possível ver nos jogos a sua capacidade de se movimentar lateralmente até com guards, provavelmente ele nunca chegará num nível de “troca total” em que ele troca com quem quer que seja no perímetro, mas pode ser muito bom para hedges, trocas no final do relógio e até para sua defesa interna, ajudando ele a acompanhar drives em direção ao garrafão.

É claro o potencial dele como um protetor de aro de elite e que também tem a versatilidade que a NBA exige, mas é interessante saber dos seus problemas também. A parte mental e de processamento do jogo, embora tenha momentos ótimos, também tem problemas muito ruins, em que ele não faz rotações simples que ele deveria fazer e falta percepção geral como um team defender, além de ainda ter que limpar mais seu trabalho de pés. É totalmente normal que um freshman mostre esse tipo de problema, então não é algo absurdo, mas é algo que ele tem que trabalhar já neste ano com Kentucky para melhorar.

Ofensivamente ele é ainda mais cru, mas também tem potencial. Falando primeiro dos pontos positivos: ele tem o seu atletismo muito bom para usar no ataque também, por isso é uma lob threat muito perigosa, pode pegar e finalizar instantaneamente, faz um bom trabalho como roller em situações de Pick & Roll, capitaliza em pontos de segunda chance e mostra flashes de passes bons em movimento e em transição. O problema é que ele é um tomador de decisões ainda muito ruim, perde leituras de passe constantemente, força arremessos, ainda não tem as habilidades no post desenvolvidas (embora haja alguns sinais de melhora), tem um passe quase inexistente no short roll e de maneira geral, precisa processar o jogo de forma mais constante e rápida. 

A conclusão é: Isaiah Jackson é um prospecto muito bom, tem as ferramentas físicas e o feeling para ser um defensor dominante e versátil, ainda com potencial ofensivo como rim runner. Porém ele é um produto pouco polido e sem o desenvolvimento apropriado pode nunca passar de um big comum que você pode assinar pelo mínimo na free agency, por isso ele tem que ser encarado como um prospecto de longo prazo e será necessário uma boa equipe de player development e tempo para que ele se torne sua melhor versão. Se você é uma equipe que tem como proporcionar isso, como equipes como o Miami Heat ou Toronto Raptors já provaram constantemente ter, ele pode ser sua mina de ouro, se não, você pode desperdiçar uma escolha.

Algumas coisas para se monitorar no restante da temporada são: a progressão dele como passador, seu desenvolvimento mental, sua consistência .

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: