Ir para conteúdo

Os 10 melhores momentos de Michael Jordan no Washington Wizards

Qual a maior mentira na história dos esportes? A resposta é simples e rápida: “Michael Jordan manchou seu legado, jogou muito mal no Washington Wizards”. E é hora da gente jogar uma luz nesse assunto. 

Todos lembram da história. Jordan havia encerrado sua carreira de maneira mágica. Um arremesso nos últimos segundos do Jogo 6 das Finais de 1998, contra o Utah Jazz, para garantir o sexto título de sua carreira. Aquele final hollywoodiano.

Alguns anos parados e bateu uma coceira. MJ, agora envolvido com o Washington Wizards como um dos donos, resolveu voltar mais uma vez. Ele vendeu sua parte na franquia e vestiu o uniforme branco e azul da equipe da capital americana. 

Nos Wizards, Jordan jogou duas temporadas. E, costumam usar essas duas temporadas para dizer que MJ queimou seu legado, que jogou muito mal, que não deveria ter feito isso. Vamos acabar com esse mito?

Em sua primeira temporada, Jordan teve médias de 22,9 pontos, 5,7 rebotes, 5,2 assistências e 1,4. Segundo a NBA, apenas dois jogadores tiveram esses números na mesma temporada, James Harden e Russell Westbrook. Em 2001-02, além de Jordan, apenas Tracy McGrady fez o mesmo. TMac, Harden e Russ fizeram isso no auge da carreira. Jordan, fez isso com quase 40 anos de idade. E após três anos parado.

Em sua última temporada, segunda com os Wizards, Michael teve números um pouco mais mortais. Médias de 20 pontos, 6,1 rebotes, 3,8 assistências, 1,5 roubados por jogo, convertendo 44,5% de seus arremessos. Sabe quem mais teve esses números em 2002-03? Ninguém. Sabe quem fez isso na última temporada? Acertaram, ninguém também.

Além disso, aos 40 anos de idade, Jordan participou das 82 partidas da temporada, ficando em quadra por 37 minutos por jogo. Na temporada 2019-20, apenas Damian Lillard jogou 37 ou mais minutos por jogo (37,5 para ser exato). E o armador do Portland Trail Blazers tem 29 anos de idade, e jogou somente 66 partidas.

Tudo isso que o maior de todos os tempos fez foi sem cartilagem em um joelho e com uma lesão no dedo indicador da mão direita (dilacerou os ligamentos com um cortador de charuto durante seu hiato) que prejudicava muito seu chute. Ainda assim, ele teve partidas com 40, 50 pontos aos 40 anos de idade, algo difícil de ser repetido.

A seguir, veremos uma série de tocos, jogadas em final de partida, pontuações altas entre outros motivos que provam que Jordan jogou demais em Washington, e que as últimas duas temporadas de Jordan só ajudam a assegurar seu lugar como O Maior de Todos os Tempos.

Toco no Ron Mercer

Essa é a jogada mais memorável do retorno de MJ, pelo menos para mim. Contra seu antigo time, o Chicago Bulls. Jordan mostrava sinais de ser um mero mortal, e os jovens dos Bulls queriam aproveitar. Ron Mercer teve um jogo bom, fazendo 25 pontos e tirando onda de Jordan a partida inteira. Após MJ errar um arremesso, defesa perfeita de Ron Artest, Mercer pegou a bola no contra-ataque, com certeza que seriam dois pontos fáceis. 

MJ acelerou o passo, calculou o tempo de bola e pregou a bola na tabela. Com as duas mãos. O melhor foi que, depois de armar o ataque de seu time, Jordan foi claro com o jovem Mercer, “Não fala mais [censurado]”.

40 aos 40

O Indiana Pacers, assim como o time do próximo vídeo, sofreu nas mãos de Jordan. Mas, 41 aos, praticamente, 40 anos de idade? Incrível.

Último jogo no MSG

Jordan sempre gostou de jogar no Madison Square Garden, casa do New York Knicks. Um ótimo exemplo é o jogo de dois níqueis, a moeda de cinco centavos americana, quando largou 55 pontos na cabeça dos Knicks em seu primeiro retorno. A despedida da arena mais famosa do mundo foi uma atuação clássica de 39 pontos.

82 partidas

Aos 40 anos de idade jogar a temporada inteira não é para qualquer um. Tudo isso com médias de 37 minutos por partida, hoje em dia, é para ninguém. Pelo amor ao jogo, MJ. A gente sabe.

51 pontos em cima dos Hornets

Na partida anterior, Jordan teve a pior marca de sua carreira, fazendo apenas seis pontos. Quem sofreu as consequências da baixa pontuação de MJ foi o Charlotte Hornets. Michael fez 51 pontos, o recorde para um jogador com 38 ou mais anos de idade.

MJ vs VC

Vince Carter chegou na NBA como um enterrador da Universidade de North Carolina. Era para ser o novo Jordan. VC levou a vantagem, fazendo 19 pontos no primeiro quarto. Mas, Jordan retornou. Carter não pontuou no segundo tempo, e sofreu com MJ.

O Arrmesso, parte 3

Outro time que gosta muito de fazer parte dos melhores momentos de Jordan, e não poderia faltar aqui, é o Cleveland Cavaliers. Em 1989 e 93 Jordan converteu o arremesso que acabou com a série entre os Cavs e os Bulls. Em 2002 ele teve o prazer de roubar a vitória dos Cavs mais uma vez.

ASG 03

O último All-Star Game de Jordan quase terminou com um momento clássico. Com o placar apertado, e poucos segundos para o final, Jordan converteu um fadeaway maravilhoso por cima de Shawn Marion. Não fosse uma falta estranha no final do tempo regulamentar, e Isiah Thomas deixando Jordan fora da segunda prorrogação, o Leste venceria o jogo.

No último segundo!

Ó Marion de novo. O Matrix pode ter sido o melhor defensor de perímetro do começo dos anos 2000. Mas nada o preparou para MJ nos últimos segundos. Uma finta, um arremesso e nada além do fundo da redinha, com 0s no relógio. Vitória dos Wizards. Fica para a próxima, Shawn.

45 no melhor time do Leste

Para quem acompanhava a NBA no final dos anos 90, o início dos anos 2000 foi estranho. O New Jersey Nets era, talvez, o melhor time da Conferência. O que Jordan fez? Meteu 45 pontos na cabeça dos Nets, incluindo 22 consecutivos. 

Bônus

No final, se Jordan seguisse aposentado, a gente não teria a chance de ver Mariah Carey nesse lindo tributo ao Maior de Todos os Tempos.

Rubens Borges Ver tudo

Rubens Borges entrou no jornalismo esportivo em 2005, no BasketBrasil. Tempos depois, se juntou ao Blog Squad do site da NBA no Brasil. Entre os dois trabalhos, ele iniciou o blog e Twitter do Hit the Glass. Nas quadras, jogou em times como o Petrópole Tênis Clube e PUCRS.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: