Ir para conteúdo

Você sabe quem marcou mais pontos em um jogo por cada franquia da NBA? – Parte 2

Cada equipe tem um jogador, ou jogadores, que marcaram mais pontos em um jogo do que qualquer outro na história da franquia. Quem são esses jogadores das 30 equipes da NBA? Aqui vamos mostrar a parte final dessa série de textos. .

LOS ANGELES CLIPPERS

Com 52 pontos. Bob McAdoo foi o maior cestinha da franquia duas vezes, ambas quando o time era conhecido como Buffalo Braves nos anos 70. Então, em 1990, Charles Smith fez isso pelo Los Angeles Clippers em uma vitória sobre o Nuggets. A propósito, ambos os jogos de 52 pontos de McAdoo o time perdeu.

LOS ANGELES LAKERS

Você já conhece o jogador recordista. O jogo de 81 pontos de Kobe Bryant na vitória sobre o Raptors é indiscutivelmente o jogo icônico da história da NBA moderna. Foi discutido e revisado repetidamente. Kobe pode ser o último jogador a marcar 80 pontos em um jogo da NBA.

MEMPHIS GRIZZLIES

Os Grizzlies não existem há tanto tempo quanto a maioria dos times, mas ainda é surpreendente que nenhum jogador tenha registrado um jogo de 50 pontos na história da franquia. Na verdade, o jogo de 45 pontos de Mike Miller em 2007 é o melhor de um Grizzly. Miller levou acertou nove bolas de três pontos para fazer isso acontecer e os Grizzlies ainda perderam para os Warriors.

MIAMI HEAT

Foto: Jason Miller/Getty Images

Temos nosso primeiro jogador com o jogo com a maior pontuação em duas equipes diferentes. Você deve se lembrar do tempo de LeBron James com o Heat. Durante seus quatro anos em South Beach, ele fez um jogo de 61 pontos na vitória sobre o Charlotte. 

MILWAUKEE BUCKS

Não, não é Giannis. Não é nem mesmo Kareem Abdul-Jabbar, também conhecido como Lew Alcindor, embora Kareem tenha a maioria dos jogos de 50 pontos na história do Bucks. Em vez disso, é Michael Redd, cujo jogo de 57 pontos lidera o ranking. O esforço de Redd veio em uma derrota para o Jazz em 2006, em um jogo onde ele teve zero assistências. Era evidente que a bola não saía muito das mãos de Redd.

MINNESOTA TIMBERWOLVES

Karl-Anthony Towns não joga muito na defesa, mas quando você pode marcar como ele, isso não importa muito. KAT, um dos melhores atiradores de seu tamanho, fez um jogo de 56 pontos contra o Hawks em 2018. Ele também teve 15 rebotes ajudando o Minnesota a vencer.

NEW ORLEANS PELICANS

A história dos Pelicanos é curta, pelo menos quando você não conta os anos em que a franquia estava em Charlotte. No entanto, essa história inclui Anthony Davis. Embora o tempo dele em Nova Orleans tenha terminado mal, ele teve três jogos de 50 pontos com a equipe, incluindo os 59 pontos na vitória contra os Pistons em 2016.

NEW YORK KNICKS

Bernard King marcou 60 pontos no dia de Natal, mas não está em primeiro lugar. O tempo de Carmelo Anthony em Nova York não foi tão bem quanto esperava, mas ele marcou 62 pontos uma vez. O desempenho veio com uma vitória sobre o Charlotte em 2014. Melo acertou 35 arremessos e acertou 10 de 10 na linha de lance livre.

OKLAHOMA CITY THUNDER

Foto: Alonzo Adams-USA TODAY Sports

Desculpe, fãs de basquete de Seattle. Podemos abrir algumas velhas feridas ao mencionar os Sonics. No entanto, temos que fazê-lo, porque um dos dois jogadores na história da franquia que marcou 58 pontos fez isso em Seattle. Esse seria Fred Brown, que fez isso em 1974 contra o Warriors. O outro jogador que fez isso foi o Russell Westbrook, cujos números foram uma derrota para os Blazers em 2017.

ORLANDO MAGIC

Foto: Andy Lyons/Getty Images

Não, não é Shaq. O’Neal na verdade nunca teve mais de 53 pontos com o Magic. Tracy McGrady, por outro lado, marcou 62 pontos contra o Wizards em 2004.

PHILADELPHIA 76ERS

Wilt Chamberlain amava a cidade de Filadélfia. Ele tinha 100 pontos com os Warriors, mas também não era desleixado com os Sixers. Em 1967, ele fez 68 pontos na vitória sobre o Bulls. Apesar de ele ter feito apenas oito das 22 tentativas de lances livres. Se ele acertasse metade de seus lances livres, teria acertado a marca de 70 pontos.

PHOENIX SUNS

Foto: Alika Jenner/Getty Images

Algumas pessoas dizem que Devin Booker é apenas um arremessador. Dizemos que se você pode marcar 70 pontos em um jogo, quem se importa? Na verdade, Booker não tinha o hype de hoje quando marcou 70 contra o Celtics em 2017.

PORTLAND TRAIL BLAZERS

Damian Lillard levou os Blazers a muitas vitórias com a sua ajuda na parte ofensiva. Na verdade, ele tem os únicos dois jogos de 60 pontos na história da franquia. A mais memorável foi quando ele marcou 61 no Warriors em 2020.

SACRAMENTO KINGS

Aqui precisamos voltar para Cinncinati e relembrar o desempenho de Jack Twyman contra o Lakers, o Minneapolis Lakers, quando marcou 59 pontos na vitória em 1960.

SAN ANTONIO SPURS

Foto: Martha Jane Stanton/NBAE via Getty Images

É um dos jogos mais lembrados da história da NBA. David Robinson realmente queria ganhar o título de pontuação no último dia da temporada de 1994. O almirante deu 39 arremessos e foi para a linha de lance livre 25 vezes, e deu certo. Robinson marcou 71 pontos em uma vitória sobre o Clippers e também conquistou o título de pontuação.

TORONTO RAPTORS

Os Raptors estavam no lado errado de um jogo de 81 pontos e a franquia não fez nada perto disso. Houve apenas três performances de 50 pontos na história de Toronto. O melhor desempenho veio de DeMar DeRozan no dia de Ano Novo de 2018. Ele marcou 52 pontos na vitória sobre Milwaukee.

UTAH JAZZ

The Mailman, também conhecido como Karl Malone, marcou 61 pontos para o Utah Jazz. No entanto, trata-se da história da franquia, que inclui a época do Jazz em Nova Orleans. Naquela época, em 1977, especificamente, o Pistol, Pete Maravich, marcou 68 pontos em uma vitória sobre os Knicks.

WASHINGTON WIZARDS

Era uma vez, o Agente Zero fez 60. Estamos falando de Gilbert Arenas, é claro, que se esgotou rapidamente, mas teve o auge de sua carreira. Arenas marcou 60 gols em 2006 em uma vitória sobre o Lakers. Menos de uma semana depois, ele marcou 54 na vitória sobre o Suns. Algumas semanas depois, ele marcou 51.

Categorias

NBA

Tags

Felipe Souza Ver tudo

Sou o criador do site HSBasketballBR, Blog do Souza e fui co-criador do Live College BR. Fui o primeiro brasileiro a escrever sobre high school para um site americano, o D1Vision. Trabalhei para a Liga Super Basketball como repórter e assessor de imprensa. Também escrevi para os blogs como Jumper Brasil e TimeOut Brasil, tive textos publicados pelo Bala Na Cesta. Trabalho de Scout nas horas vagas e acredito que o estudo diário do basquete, me faz um profissional melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: