Ir para conteúdo

4ª rodada – Zalgiris se isola na liderança e polêmicas continuam

A segunda parte da rodada dupla, realizada nesta quinta e sexta-feira (15 e 16), também foi recheada de bons jogos e de polêmicas. O assunto continua sendo a pandemia, porém, o questionamento agora veio de alguns técnicos quanto à ida de torcedores a algumas arenas específicas, com público reduzido, enquanto outros clubes ainda não receberam autorização para seus determinados ginásios. Mesmo com toda essa confusão ao redor da liga, o Zalgiris Kaunas (LIT) está cada vez mais se isolando na liderança do campeonato e a disputa pela vice-liderança tem ficado cada vez mais interessante.

>>LEIA TAMBÉM: 3ª rodada – Rodada de grandes jogos é ofuscada pela desorganização frente à COVID-19

Zalgiris continua constante e garante sua invencibilidade

A rodada foi iniciada pelo jogo entre o Zalgiris Kaunas e o Anadolu Efes (TUR). Ambas as equipes estão sofrendo com desfalques, porém, a baixa do clube lituano em seu quartel foi bem recente. O ala-armador Patricio Garino foi submetido a uma cirurgia no menisco na manhã desta quinta-feira (15/10), um pouco antes da partida, e deve ficar fora da competição por no mínimo um mês. O atleta argentino jogou no Baskonia (ESP) temporada passada, onde já havia passado também por outro procedimento cirúrgico.

Falando da partida em si, o invicto Zalgiris não sofreu muita dificuldade para sair novamente vitorioso (89 a 73) e disparar ainda mais na liderança do campeonato. O time lituano teve grande volume de jogo e perdeu apenas o segundo quarto. O ala-pivô americano Nigel Hayes foi o grande nome da partida, pois estava com a mão quente, errando apenas dois arremessos de quadra e, consequentemente, saindo como o cestinha da equipe. Ele terminou com 17 pontos, sendo 11 deles só no primeiro quarto.

Na coletiva de imprensa, o treinador do Efes, Ergin Ataman, deu uma declaração alfinetando o governo turco e a Euroliga ao mesmo tempo, sobre a questão de alguns jogos contarem com a presença de torcedores e outros não. A indagação do treinador foi mais na questão de desvantagem quanto ao jogo, uma vez que nesta partida mesmo, em Kaunas, na Litânia, havia aproximadamente cinco mil torcedores. “O ambiente é sempre bom aqui. Foi emocionante para nós jogar em tal atmosfera após sete meses. Mas vejo muitos dos meus colegas reclamando de um ambiente injusto na Euroliga este ano. Acredito que está sendo uma situação injusta”, disse também Ataman.  

Na Espanha tivemos o reencontro do armador Nick Calathes com seu antigo clube, o Panathinaikos (GRE). O clube grego visitou o Barcelona (ESP), em um dos duelos mais aguardados desta rodada e os espanhóis saíram vitoriosos por 97 a 89, em uma partida que precisou de uma prorrogação.

Individualmente falando, o grande responsável pela vitória do Barça foi o ala-armador Cory Higgins, que até então não vinha sendo o grande líder da equipe em quadra. Porém, momentaneamente sem a presença de Nikola Mirotić (que testou positivo para o Coronavírus no início da semana) e com a chance de ter mais minutos com a bola na mão, Higgins não desperdiçou a oportunidade e guiou a equipe para a vitória na prorrogação pelo placar de 97 a 89, anotando 24 pontos, cinco assistências e sete rebotes. Higgins não ultrapassava os 20 pontos em uma partida desde novembro do ano passado, quando marcou 22 pontos contra o Fenerbahçe (TUR).

Olympiakos vence mais uma em casa com uma cesta nos instantes finais

O terceiro jogo desta sexta-feira foi um dos mais parelhos da rodada, com direito a cesta nos últimos segundos. O Olympiacos (GRE) recebeu em casa o Maccabi Tel aviv (ISR) e não teve vida fácil desde o início do jogo, pois os atletas israelenses usaram todo o sangue novo da equipe para impôr um ritmo intenso no começo, não dando espaço para os gregos dentro de quadra em jogadas ofensivas. Os visitantes chegaram a colocar uma vantagem de sete pontos no primeiro quarto.

No entanto, o treinador do Olympiacos, Georgios Bartzokas, resolveu mudar o time com mais frequência para que pudesse haver uma rotação maior da equipe, achando assim os erros defensivos do adversário, devido ao deslocamento dos defensores israelenses para poder entender o esquema proposto pelo oponente. Essa tática perdurou o jogo inteiro, mas o Maccabi conseguiu entender o que estava acontecendo e começou a pressionar como no começo da partida. Porém, eles não estavam contando que a equipe da casa teria um segundo tempo quase perfeito nas bolas de três pontos (errando apenas um arremesso), fazendo com que a vantagem no placar fosse deles.

Mesmo com tudo isso, os visitantes não desistiram e aproveitaram as brechas da equipe grega para chegar cada vez mais perto de uma virada no placar. A vitória por pouco vinha se tornando realidade no momento em que o armador Scottie Wilbekin (18 pontos) empatou o jogo para o Maccabi, faltando 4s para o fim. A responsabilidade passou para a equipe grega, que só precisava acertar um arremesso de dois pontos, mas acabou vencendo a partida por 85 a 82 por meio de uma cesta de três pontos de Aaron Harrison (12 pontos) no estouro do cronômetro.

Pulando para Milão, o time do Real Madrid (ESP) acabou não conseguindo a segunda vitória seguida na semana, sendo derrotado por 78 a 70 pela Olimpia Milano (ITA). A atuação do time espanhol está muito aquém do que eles podem entregar dentro de quadra, tendo em vista as temporadas passada. Isso pode ser atribuído ao fato de a equipe não ter sido renovada com novas peças de peso na pré-temporada.

A ‘’lei do ex’’ se fez presente nesse confronto, pois quem guiou a equipe italiana ao triunfo foi o ex-madridista Sergio Rodríguez (25 pontos, sete assistências e quatro rebotes). A maioria dos pontos anotados pelo armador foram na segunda etapa da partida (18 de seus 25 pontos). Além da pontaria certeira, os passes ficaram cada vez melhores para poder servir seus companheiros de equipe, deixando o Real Madrid de mãos atadas ofensivamente, pois no final foi um jogo de quem errava menos e já sabemos quem saiu vitorioso dessa batalha.

Baskonia faz um jogo impecável e cola na vice-liderança do campeonato

Enquanto o Real Madrid vive um mal momento, não podemos dizer o mesmo do atual campeão espanhol e uma das equipes mais fortes desta temporada, que é o Baskonia. O clube hispânico venceu a partida contra o Khimiki (RUS) em casa pelo placar elástico de 77 a 60 e afundou ainda mais o time russo, que ainda não venceu na Euroliga. O destaque da partida foi o ala Achille Polonara, com um duplo-duplo de 20 pontos e dez rebotes em 34 minutos em quadra.

(euroleague.net)

Apesar do resultado, é necessário reconhecer o esforço da equipe russa durante a partida, que mesmo sofrendo com o quartel menor por conta dos casos de COVID-19 no time, não se entregou em momento algum, chegando a ficar na liderança do placar por um ponto no término do primeiro tempo da partida.

Depois da volta do intervalo, o time espanhol veio com outra intensidade e conseguiu defender melhor sua cesta e pontuar muito rápido para voltar a liderar. A equipe soube manter firme em mente a filosofia do treinador montenegrino Duško Ivanović, chegando ao último quarto com uma vantagem de sete pontos. Nos instantes finais, a solidez defensiva se manteve, selando mais uma vitória na Arena Buesa.

Alemães surpreendem fora de casa

O CSKA Moscou (RUS) recebeu na capital russa o lanterna da competição, ALBA Berlim (ALE) e foi surpreendido por um adversário que jogou duro desde o princípio da partida. Os visitantes forçaram muitos erros por parte dos russos e acabaram vencendo por 93 a 88. A partida marcou o retorno às quadras do pivô sérvio Nikola Milutinov, principal contratação do CSKA para a temporada. Ele se lesionou na última semana de setembro, dias antes da estréia da Euroliga e fez nesta rodada sua primeira partida na competição europeia.

Determinado a não sofrer a quarta derrota seguida, o ALBA endureceu as coisas para o CSKA desde o primeiro minuto de jogo. Durante os dois primeiros quartos, o time da casa não conseguiu dominar o jogo como muitos poderiam ter imaginado, mesmo com as boas atuações de Will Clyburn e Mike James (ambos terminaram o primeiro tempo com 15 pontos). Comandados pelo ala italiano Simone Fontecchio (13 pontos), os alemães conseguiram ir para o intervalo perdendo por apenas 51 a 47.

A dinâmica do jogo permaneceu a mesma durante o terceiro quarto quase inteiro, até que no final do período começaram a brilhar as estrelas do armador americano Jayson Granger e do ala-armador sueco Marcus Eriksson, até então sumidos do jogo. Eles impulsionaram o empate e a virada do ALBA, que chegou ao último quarto com a vantagem de 68 a 65. O bom momento dos visitantes não ficou só por aí. Granger e Eriksson continuaram criando boas cestas no ataque, enquanto o ala-pivô americano Luke Sikma aproveitou-se das distrações do garrafão do CSKA para garantir rebotes ofensivos e produzir segundas chances ao ataque. Assim, o ALBA conseguiu abrir nove pontos de frente (74 a 65) antes da metade do quarto.

Porém, o ALBA perdeu a calma e começou a forçar arremessos ruins e permitiram a reação do CSKA. Em determinado momento, o campeão alemão desperdiçou três posses consecutivas com arremessos de longa distância que não caíram e o CSKA pontuou no contra-ataque em cada uma delas, diminuindo a diferença para apenas dois pontos (80 a 78), com mais de três minutos a se jogar. Mas após um pedido de tempo do treinador Aíto García, o ALBA pôde colocar a cabeça no lugar e conseguiu administrar a pequena vantagem até o fim do jogo, contando especialmente com a forte presença de Sikma debaixo da tabela, com seus rebotes ofensivos, gerando cestas cruciais.

(euroleague.net)

O outro clube germânico na competição também se deu muito bem longe da Alemanha. Pela segunda rodada seguida o Bayern de Munique (ALE) derrubou um grande clube fora de casa, batendo desta vez o Fenerbahçe em Istambul, por 75 a 71, em uma virada espetacular. Na quarta-feira eles já haviam batido o Maccabi em Tel Aviv e com a vitória desta sexta-feira (a terceira consecutiva), eles garantem o terceiro lugar na classificação.

De maneira arrasadora, o Fenerbahçe iniciou o jogo abrindo uma enorme vantagem, com o trio de titulares Jan Veselý, Edgaras Ulanovas e Nando de Colo combinando para 23 dos 28 pontos dos donos da casa no primeiro quarto, enquanto a defesa limitou o Bayern a apenas nove pontos no período. Indo para o intervalo, os turcos lideravam confortavelmente por 20 pontos (45 a 25).

Talvez a grande vantagem tenha feito o Fenerbahçe entrar em uma zona de conforto, mas o fato é que o Bayern voltou para o segundo tempo muito mais organizado e, comandados pelo ala sérvio Vladimir Lučić, que chamou para si a responsabilidade, os alemães conseguiram reduzir pela metade a vantagem dos turcos ao fim do terceiro período.

No último quarto, o Bayern manteve viva sua reação, fortalecendo sua postura defensiva e contando no brilho de duas atuações individuais para conseguir a virada. O pivô americano Jalen Reynolds marcou os sete primeiros pontos da equipe, cortando para apenas cinco o déficit e possibilitando a primeira liderança do time em toda a partida antes da metade do período.

Lučić, com sua experiência, atraiu o protagonismo mais uma vez e marcando dez dos últimos 16 pontos do Bayern na partida, ele foi talvez o principal responsável por ajudar os bávaros a concretizarem a virada. O atleta terminou como cestinha de sua equipe, com 18 pontos. Mérito também para a melhora defensiva dos comandados do técnico Andrea Trinchieri, que conseguiram anular as principais peças do Fenerbahçe no segundo tempo, com a exceção de apenas Veselý, que terminou a partida como o cestinha, com 25 pontos, além de oito rebotes.

Confira como ficou a classificação geral da Euroliga após a 4ª rodada*:

* Com a proposta de alteração no artigo 6º do regulamento especial para problemas causados pela COVID-19 (clique aqui para ler e saber mais), as duas derrotas que o Zenit São Petersburgo (RUS) sofreu em juízo, por não ter conseguido o número mínimo de jogadores saudáveis para as duas partidas desta semana (em função de um surto da doença no clube), poderão ser revogadas. A proposta está aguardando aprovação dos clubes.

Equipe EuroLeague Brasil Ver tudo

Perfil brasileiro dedicado à maior liga europeia de basquete. Você nos encontra no Instagram e Twitter por: @EuroLeagueBRA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: