Ir para conteúdo

Cada vez mais Raptors e menos Toronto

Como a franquia se reposicionou para se tornar “o time do Canadá”

O Toronto Raptors foi fundado em 1995, numa histórica expansão da NBA para o Canadá. Naquele momento, dividia a atenção dos torcedores do norte com o Vancouver Grizzlies. Ao longo da sua história, a comunicação do Toronto Raptors deu alguns sinais de que gostaria receber a torcida de toda a nação. Muitos desses sinais vieram por seus uniformes.

Antes de começarmos a olhar para os uniformes, quero destacar a evolução dos logotipos do Toronto Raptors. Eu trouxe aqui nessa ilustração com os logotipos da história da franquia:

Repare que, antes da fundação, uma das propostas tinha um dinossauro com uma cor mais próxima do que conhecemos. Mas o desenho aprovado e que estreou junto com a franquia já tinha um dinossauro… vermelho! Quando penso em um dinossauro, nunca é um dinossauro vermelho, mas tudo bem. Ao longo do tempo o Raptors foi abrindo mão do roxo e ficando cada vez mais vermelho e branco. A última ilustração é do novíssimo logotipo, que será usado a partir de 2021.

Agora vamos aos uniformes…

No final dos anos 90 os Raptors passaram pela primeira reformulação de sua vestimenta. Abandonaram a famigerada camiseta com o desenho de dinossauro para adotar um layout moderno e com bastante personalidade.

Naquela época, era praxe na NBA que o uniforme de mandante tivesse o nome da franquia e o uniforme de visitante o nome da cidade ou estado. Poucos times fugiam desse padrão.

Até que, em 2004, um movimento sutil aconteceu: a versão roxa também passou a estampar o logotipo Raptors.

Foi a primeira tentativa clara de vincular a marca dos Raptors a todo o Canadá, não apenas a Toronto. Com os Grizzlies já em Memphis, o caminho estava livre para os dinossauros.

Nesse mesmo movimento, foi lançado o primeiro uniforme alternativo dos Raptors. Era, também, o primeiro uniforme da franquia que não tinha uma gota de roxo. Predominavam as cores do Canadá.

Esse uniforme vendeu mais unidades do que as versões branca e roxa. O fator “novidade” ajudou, é claro, mas o público passou a mensagem de que aprovava a conexão Raptors-Canadá.

O passo mais significativo nesse processo talvez tenha sido dado em 2007. Os Raptors abandonaram definitivamente o roxo, trocaram as cores do seu logotipo e reformularam os uniformes.

O uniforme branco agora tinha detalhes em vermelho e o antigo uniforme alternativo foi “promovido” à versão de visitante. Agora tudo remetia às cores canadenses.

Para a vaga deixada pelo uniforme alternativo, em 2008 foi lançada uma versão preta. Não tinha roxo, mas o logotipo TORONTO reapareceu! Nas costas, uma “maple leaf” não deixava esquecer de onde vinha aquele time.

Assim a franquia se vestiu até 2016, quando decidiu que era hora de uma mudança mais radical em seu logotipo (veja a primeira ilustração) e uniformes. O branco, o preto e o vermelho ainda eram as cores principais, num visual mais moderno e simplificado. Eu adoro o desenho da bola rasgada pelas unhas do dinossauro!

Para acompanhar o logotipo, os uniformes foram totalmente remodelados. Esse visual super atual, que atravessou a mudança da Adidas para a Nike, em 2017, será usado até o final da temporada 2019-20.

Essa reformulação consolidou um caminho que os Raptors começaram a percorrer lá no começo do século. Eles queriam mais do que ser Toronto… queriam ser o Canadá. A campanha WE THE NORTH foi criada.

Sem dúvida, o bom desempenho em quadra ajudou a consolidar essa posição que a franquia assumiu. Sem um “concorrente” canadense, frequentando playoffs, montando bons times e criando seus primeiros grandes ídolos – Vince Carter, Demar DeRozan, Kyle Lowry – o caminho para o Toronto Raptors ser reconhecido como o time do norte, do Canadá ficou mais fácil.

É um excelente caso de reposicionamento gradual e bem sucedido. E as camisas da NBA foram parte fundamental para o reconhecimento!

Novo uniforme a caminho

Para a temporada 2020-21, além do novo logotipo, o Raptors vai mudar todos os seus uniformes. Para o logotipo eu não esperava nenhuma mudança drástica e vimos que, na prática, foi só uma “lavagem”. Já para o uniforme eu vou me arriscar e fazer uma previsão.

Repare essa imagem:

Nela, você pode ver os paineis laterais de três uniformes dos Raptors. Nos uniformes antigos (o da esquerda e o do centro), as duas flechas apontavam para baixo. No uniforme atual, as flechas apontam pra cima.

Fato curioso: esse tom prateado que geralmente era usado nas flechas da camisa antiga se chama “Naismith Silver”, uma homenagem ao criador do basquete. Adivinha em qual país ele nasceu? Canadá!

Mas voltando aos uniformes. As flechas agora apontam pra cima. Visualmente é uma mudança sutil, mas o significado é importante.

A partir de 2017, com a chegada da Nike, a mudança relevante para os Raptors veio nos uniformes “alternativos”. O primeiro City Edition da franquia era preto, com detalhes dourados – uma referência a OVO – e a palavra North dentro da flecha apontando para cima.

O uniforme agradou tanto que, na temporada seguinte, um novo City Edition chegou com o mesmo layout e uma variação no esquema de cores, predominantemente branco.

Mas a novidade mais importante veio na coleção Earned Edition, aquela coleção especial para as equipes que se classificaram para os playoffs da temporada anterior.

Era uma terceira variação de cor que além de fazer uma referência escrita ao Canadá, também estava pintado de vermelho e branco. Esse uniforme poderia até mesmo ser da seleção do Canadá. Quem discorda?

É extremamente raro o uso de uniformes alternativos em jogos capitais. Mas o Raptors escolheu usar o seu uniforme vermelho e branco para a maior conquista da sua história:

Significa? Pra mim, significa.

E se você não ficou satisfeito, dê uma olhada atenciosa no desenho do anel de campeão e no banner pendurado no teto do ginásio dos Raptors.

Por isso, meu palpite é que o novo uniforme de 2021 terá a flecha como elemento de destaque. Não significa que o uniforme será igual aos que vimos aqui. Há muitas formas bonitas de usar o símbolo e criar uma identidade forte na NBA.

Vou aguardar ansiosamente para ver o que os “Canada Raptors” nos reservam.

2 comentários em “Cada vez mais Raptors e menos Toronto Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: