Ir para conteúdo

Voltar às suas origens faz bem

Foto: Victor Lira / Sendi Bauru Basket

O Bauru Basket precisava mudar. Isso é fato, as ultimas duas temporadas da equipe bauruense haviam sido muito ruins em termos de resultados, as derrotas acabaram se tornando rotina e eliminações precoces também. O torcedor da equipe, exigente como sempre foi, perdeu a confiança no time e o cenário de mudança se tornou inevitável.

Bauru até planejava definir seu orçamento entre os meses de maio e junho, mas a perda de seu principal patrocinador fez com que este processo fosse alterado. Dias depois a perda da Sendi, veio a Zopone e o planejamento definitivo para a temporada 2020/2021 começou a ser executado.

A primeira mudança clara é no perfil do elenco, antes com muitos estrangeiros, hoje a equipe bauruense não tem nenhum. Demétrius Ferracciú, treinador de Bauru desde 2015, deu lugar a Léo Figueiró, que acabara de se desligar do Botafogo. Do seu elenco da última temporada, Bauru renovou contrato com Larry Taylor, que fará a sua décima temporada por Bauru, ratificando seu status de ídolo e uma das grandes bandeiras do clube e da cidade.

LEIA TAMBÉM: Gustavo De Conti fala sobre sua carreira, Flamengo, base e muito mais

O talentoso jovem Gabriel Jaú também decidiu com Bauru, após negociar com a Unifacisa no início da janela de transferências. Outros nomes de impacto na história do Dragão, como Gui Deodato e Alex Garcia foram contratados e causaram enorme empolgação nos torcedores.

O armador Alexey e o pivô Dikembe fecharam esse primeiro estágio de contratações, mantendo o perfil de jogadores que buscam se firmar de vez entre os principais jogadores do basquete brasileiro.

Taticamente, a equipe já tem variações interessantes, Alex Garcia e Gabriel Jaú podem atuar em mais de uma função, sendo agressivos defensivamente e atléticos atacando o aro. Larry Taylor e Alexey também podem tanto atuar juntos, como também assumindo sozinhos a armação da equipe, tendo Gui Deodato em uma das alas. A equipe tende a ser agressiva defensivamente e apostando em uma transição rápida para atacar o adversário sempre em desequilíbrio defensivo. No 5×5 a alternativa de usar Dikembe próximo a cesta ou no pick and roll também será útil, o garoto tem potencial físico e técnico para ser um diferencial para a equipe bauruense.

Nos próximos dias, Bauru ainda deve contratar mais dois jogadores, a tendência é que sejam atletas de renome internacional e que possam eventualmente ocupar mais de uma posição, dando ainda mais qualidade e profundidade a equipe que ainda terá mais 4 jogadores jovens para completar o banco nos jogos e a rotina diária de treinamentos.

Um time promissor e que deve recolocar Bauru nas primeiras posições na tabela de classificação.

Lucas Rocha Ver tudo

25 anos, técnico em locução, apaixonado por comunicação e esportes.

Um comentário em “Voltar às suas origens faz bem Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: