Ir para conteúdo

A incrível dupla de Boston

Foto: Maddie Meyer/IPTC Photo Meta

Depois de uma temporada abaixo das expectativas, cheia de problemas internos, o front-office dos Celtics decidiu repaginar o time para 2019-20. Kyrie assinou com os Nets e Al Horford foi jogar nos rivais 76ers. Enquanto isso, Danny Ainge trouxe Kemba Walker para Boston e apostou na afirmação de Daniel Theis, mas principalmente acreditou na evolução dos jovens Jayson Tatum e Jaylen Brown, que de certa forma tiveram o desenvolvimento atrasado devido ao controle que Kyrie exercia nas ações ofensivas do time. Bom, podemos dizer que eles talvez até superaram as expectativas. Nem o próprio Ainge imaginaria tamanho sucesso.

Para entender um pouco melhor a trajetória dos dois até os Celtics vamos voltar a 2013. Com as estrelas do time de Boston envelhecidas, Danny Ainge realizou uma troca que talvez tenha sido a maior steal da história da NBA. Boston mandou para os Nets o seguinte pacote: Paul Pierce, Kevin Garnett, Jason Terry, uma escolha de primeira e outra de segunda rodada em 2017. Em troca, vieram três escolhas de primeira rodada (em 2014, 2016 e 2018) e alguns contratos expirantes da equipe de Nova York. Além disso, vale lembrar que no draft de 2017 – ainda por causa daquela troca de quatro anos antes – os Celtics poderiam trocar de posição com os Nets e como a escolha de Brooklyn foi mais alta, foi justamente isso que aconteceu.

Bom, Boston ficou de fora da pós-temporada seguinte (2013-14) mas logo depois voltou a ser um competidor e ir aos playoffs, enquanto Brooklyn perdeu suas velhas estrelas e teve duas campanhas péssimas, que geraram a terceira escolha da loteria tanto em 2016 quanto em 2017.

É exatamente ali que aparecem Jaylen Brown e Jayson Tatum, respectivamente draftados em 2016 e 2017. Ambos foram para finais de conferência em seus anos de novato porém derrotados pelo Cleveland de LeBron James. Na temporada passada, sem LeBron no Leste, com Kyrie Irving e um Gordon Hayward saudável, muitos apostaram nos Celtics, que chegaram a ganhar um jogo do Bucks na semifinal de conferência antes de levarem a virada e perderem por 4 a 1. Porém, Hayward não voltou no mesmo nível de antes da lesão, Irving gerou muitos problemas dentro do vestiário e as coisas não saíram como esperado para o maior campeão da NBA.

Mas, como dizem, depois da tempestade sempre vem o sol e não foi diferente para Boston. Na temporada 2019-20, a torcida celta viu Brown e Tatum se consolidando na liga, principalmente Tatum, que foi para seu primeiro All-Star Game. Os dois jogadores estão tendo a melhor temporada da carreira em todos os aspectos estatísticos. Ambos deram um salto de produção ofensiva mas também evoluíram no quesito defensivo, se mostrando bons alas defensores que podem continuar evoluindo nesse sentido, junto com Kemba Walker, que tem sido um mentor para eles.

Números de Jaylen Brown e Tatum nessa temporada. Dados retirados do http://www.landofbasketball.com

Mas mesmo sem Kemba, os dois seguraram a barra durante a temporada. No mês de fevereiro, quando o armador perdeu oito jogos devido a uma lesão, Jayson Tatum teve um período fantástico. O ala teve médias de 30 pontos, 8 rebotes, 3.2 assistências, além de um aproveitamento de 48% da linha de três pontos. Ele se tornou o quarto jogador da história a fazer isso. Ao lado dele somente Larry Bird, Michael Jordan e Steph Curry. Outro recorde quebrado por ele foi quando marcou 41 pontos sobre os Lakers e se tornou o jogador mais jovem da rivalidade Celtics-Lakers a fazer 40 pontos.

Lebron reconhecendo Tatum logo após o jogo. “Esse garoto a minha esquerda é um grande problema! Continue nesse caminho” Lebron ainda o chama de “Young King”

Jaylen Brown manteve suas médias e foi um coadjuvante para Tatum, mas sempre em alto nível quando foi acionado. Chegou a ter cinco jogos seguidos com 20 pontos ou mais. Tatum está a um patamar acima de Brown mas não muito distante e é claro, um é fundamental para o outro, eles se completam.

Boston teve grandes números na temporada, sendo o terceiro colocado na Conferência Leste e a quinta melhor campanha da liga. Na bolha, mantiveram o alto nível e ganharam cinco dos oito jogos da reta final pré-playoffs. Tatum manteve o mesmo ritmo da temporada regular, com 24 pontos e 6 rebotes de média, mas aumentou sua eficiência com aproveitamentos de 50-48-87 nos arremessos. O time já começou a se provar também nos playoffs, onde varreu na primeira rodada o Philadelphia 76ers.

Na série contra os 76ers, Jayson Tatum se tornou o jogador mais jovem da história da franquia a ter dois jogos consecutivos de 30 pontos em um playoff (foi nos jogos 1 e 2). Ele e Jaylen Brown combinaram para 61 pontos no primeiro jogo.

Agora, é a vez de encarar o Toronto Raptors. A série contra os atuais campeões promete ser bem parelha, talvez chegando até a um jogo 7. Para isso, Boston terá que continuar mantendo o alto nível e suprir ainda mais a falta que Gordon Hayward (lesionado) faz. Hayward é fundamental pra desafogar Brown e Tatum no ataque, armar o jogo em alguns momentos, além de ser uma peça chave nos arremessos de quadra, com 50% de aproveitamento. Boston deixou de ser uma surpresa e se consolidou como uma bela realidade. Com as jovens estrelas e o fenomenal trabalho de Brad Stevens, é um dos times mais difíceis de se enfrentar na liga e não será surpresa nenhuma se avançar para uma final de conferência ou quem sabe até a final da NBA.

Eduardo Moreira Ver tudo

Tenho 16 anos e sou apaixonado em basquete. quero compartilhar a visão e meu mínimo conhecimento com todos

Um comentário em “A incrível dupla de Boston Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: