Ir para conteúdo

George Gervin: Zero Absoluto

 

Foto: Divulgação / NBA

George Gervin era cool. No sentido americano da palavra, saca? Legal. Não é a toa que ele era o Iceman. Antes de Tim Duncan, Manu Ginobili e Tony Parker, antes de Greeg Popovich, antes até de David Robinson era o Iceman que dava identidade ao San Antonio Spurs.

Outra lenda da ABA, a liga da bola vermelha, azul e branca, que deu o apelido para Ice, Dr. Julius Erving. “Foi porque eu nunca suava”, contou ao Los Angeles Times uma vez. “Com 70 quilos (do alto de seus 2,03m de altura) e sem água dentro de mim as pessoas achavam que eu era o Ice por ser gelado. Eu era é magro”.

Na ABA, Iceman jogou no Virginia Squires. O time, que já havia vendido Dr. J, vendeu Gervin para o San Antonio Spurs. O que gerou uma situação estranha. O time não contou para ninguém que havia vendido Gervin, tinham dúvidas quanto ao negócio. Ice ficou no banco, sem jogar, e sem entender a situação. Enquanto isso, os Spurs mandavam cartas dizendo para o ala não jogar mais pelos Squires.

Falando com seu agente, Gervin acabou ficando em um hotel, esperando que os advogados resolvessem o assunto. O Iceman foi colocado na geladeira, e não ficou feliz com isso. Depois de um mês sem jogar o assunto foi resolvido e ele chegou em San Antonio. “Eu pensava para mim mesmo, ‘o quê vou fazer em San Antonio? Tem nada aqui. Só o Alamo’”.

Logo que chegou na NBA, Gervin lembra de uma partida em especial, contra o Indiana Pacers. O time da casa criou uma promoção para a torcida. “Eles disseram que se eu marcasse 30 pontos, todos no ginásio ganhariam galinha frita de graça”, lembrou.

“No primeiro tempo, fiz 25”, falou. “Gritava para eles, ‘sem galinha de graça hoje!’ Marquei 55. Ainda é o recorde da arena”. Os 55 pontos vieram com aproveitamento de 65,6%.

LEIA TAMBÉM: Como o Orlando Magic perdeu Shaquille O’Neal

Numa época onde enterrar era o bacana, com torneios de enterradas, destaques para voadores como Dr. J, Iceman era diferente. Um arremesso de meia distância que tocava nada além do fundo da rede, um infiltração esguia, e sua marca principal, o finger roll. Ice batia para a cesta, enfrentava o pivô e, enquanto o defensor se esticava todo para bloquear o arremesso, Gervin deixava a bola rolar da ponta de seus dedos, fazendo um arco por cima da mão do pivôzão. Uma obra de arte. 

O Iceman era frio. Quatro vezes maior cestinha da NBA, três seguidas, 12 vezes escolhido para o All-Star Game, cinco vezes All-NBA First Team, fez 33 pontos em um quarto sem a linha de três pontos (viu Klay Thompson), 63 pontos contra o Utah Jazz em 1978, 407 partidas consecutivas com, pelo menos, 10 pontos, membro do hall da fama. 

Treinando o Ghost Ballers, da liga de 3×3 Big3, Iceman partilhou algumas de suas histórias com jogadores como Carlos Boozer. “Foi engraçado. A gente chegou em Oakland e o George disse ‘é, acho que fiz uns 47 pontos aqui’”, contou Boozer ao canal CW.

A última temporada de Ice foi em 1985-86, quando jogou com Michael Jordan no Chicago Bulls. Jordan ajudou Gervin a perceber que estava no fim. Gervin viu isso assistindo Jordan jogar tão duro nos treinos quanto nas partidas. “Nunca esquecerei. Estava no treino, de boa, e ele treinando tão duro quanto jogava. Falei ‘pô, guri’, e ele respondeu ‘coroa, vai sentar ali no canto’. Sentei. E percebi que havia terminado para mim. Ele me ajudou a entender. Você tem um tempo certo para ficar no topo. Eu fiquei no topo por 12 anos. Você só tem a sua vez. A minha terminou. Aposentei depois disso”.

Siga o Rubens no Twitter:

 

 

 

 

Seja um assinante do Blog do Souza por somente 7 ou 10 reais por mês:

 

 

 

 

Siga o Blog do Souza nas redes sociais:

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 

Rubens Borges Ver tudo

Rubens Borges entrou no jornalismo esportivo em 2005, no BasketBrasil. Tempos depois, se juntou ao Blog Squad do site da NBA no Brasil. Entre os dois trabalhos, ele iniciou o blog e Twitter do Hit the Glass. Nas quadras, jogou em times como o Petrópole Tênis Clube e PUCRS.

2 comentários em “George Gervin: Zero Absoluto Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: