Recentemente a NBA projetou um teto salarial de US $ 115 milhões e US $ 139 milhões de luxury tax para a temporada 20-21. De acordo com o escritório de uma equipe, o limite pode cair entre US $ 25 milhões e US $ 30 milhões.

As projeções iniciais do limite foram baseadas em US $ 8 bilhões em receita relacionada ao basquete, que agora devem diminuir em pelo menos US $ 1 bilhão e potencialmente em US $ 2 bilhões.

O uso da fórmula padrão de teto salarial com US $ 6 bilhões em basquete teria implicações enormes em toda a liga, com o teto salarial e a linha de impostos para 2020-21 caindo para US $ 95 milhões e US $ 115 milhões, respectivamente.

Nesse cenário, haveria pelo menos 25 equipes no luxury tax, o que seria o máximo de qualquer temporada na história da NBA.

A penalidade fiscal projetada para o Golden State Warriors de US $ 45 milhões aumentaria para US $ 160 milhões mesmo antes do início da free agency.

Um executivo disse à ESPN que a liga poderia resolver a questão do luxury tax deixando a linha em US $ 139 milhões e deixando o limite cair.

Seja um assinante do Blog do Souza por somente 7 ou 10 reais por mês:

 

 

 

 

Siga o Blog do Souza nas redes sociais: