Capa Demais Times NBB Sem categoria

A história do saudoso e atualmente desativado Uberlândia

De portas fechadas atualmente, o Uberlândia foi uma equipe que teve durante anos bastante destaque no cenário nacional. Disputou torneios como o antigo Campeonato Brasileiro e também o Novo Basquete Brasil, além de participações na Liga Sul-americana e na Liga das Américas (atual BCLA). Sempre colecionando boas campanhas em todos os torneios.

Neste texto vou contar toda a gloriosa jornada do Uberlândia, equipe que marcou história no basquete brasileiro.

O início

O Uberlândia foi fundado em 1998 em uma parceria com o Centro Universitário do Triângulo, a UNITRI. A equipe mineira garantiu garantiu diversos triunfos em seus primeiros anos de existência. Entre 1998 e 2002 o clube de Minas Gerais conquistou dois títulos da Supercopa Brasil e cinco do Campeonato Mineiro. No Brasileiro, os mineiros colecionaram boas campanhas durante este período, chegando na melhor delas até a semifinal da competição em 2000.

Período de glórias

A época de ouro do Uberlândia iniciou-se em 2003, ano que a equipe mineira teve a melhor campanha do Campeonato Brasileiro com 27 vitórias em 32 jogos, finalizando a fase regular na primeira colocação. Nos playoffs, avançou até a grande final onde foi derrotado pelo COC/Ribeirão Preto por três jogos a um. No mesmo ano, venceu o Campeonato Mineiro sobre o Minas. Esta temporada foi marcada principalmente pelo surgimento de um armador que no futuro seria considerado um dos maiores ídolos da equipe e muito provavelmente o melhor na sua posição, Valtinho Apolino.

No ano de 2004 o Uberlândia teve novamente a melhor campanha do Campeonato Brasileiro e finalizou a fase de classificação no primeiro lugar da tabela com 24 vitórias em 30 jogos. Nos playoffs, venceu Minas e Corinthians/Mogi para chegar a tão sonhada final pela segunda vez consecutiva. Os mineiros conquistaram o título nacional inédito ao vencerem a série diante do Flamengo por três jogos a zero. Ainda no mesmo ano, disputaram a Liga Sul-americana e caíram apenas na final do torneio, amargando o vice-campeonato para o Atenas de Cordoba. No estadual, venceu novamente o Campeonato Mineiro após triunfar sobre o Minas.

O sucesso da equipe mineira continuou em 2005 com o clube avançando mais uma vez a final do Campeonato Brasileiro, mas nesta edição ficou apenas com o vice-campeonato com o revés para o Telemar/Rio de Janeiro por três jogos a um. O Uberlândia bateu na trave em 2004 mas conquistou a tão sonhada Liga Sul-Americana na temporada seguinte com um triunfo sensacional sobre o Universo/Ajax/Goiânia por três jogos a um, o armador Valtinho liderou a equipe e foi eleito o MVP do torneio. Para chegar ao título, os campeões primeiro passaram em segundo lugar em um grupo com Trouville (URU), Regatas Lima (PER) e Cocodrilos (VEN). Nas quartas de final eliminaram o Atenas (MEX), o então campeão, por dois jogos a zero. Na semifinal, derrotaram o Boca Juniors por dois jogos a um. Sem nenhuma surpresa, os mineiros também venceram novamente o Minas e garantiram o oitavo título estadual consecutivo.

O Campeonato Brasileiro de 2006 contou com o Uberlândia vencendo a fase de grupos da edição, mas o torneio infelizmente passou por um grande imbróglio e foi paralisado por uma liminar, finalizando a temporada sem um campeão. No mesmo ano, os mineiros venceram o estadual e chegaram até a semifinal da Liga Sul-americana, mas se contentaram apenas com o terceiro lugar.

Após uma temporada marcada por desafios em 2006, o Uberlândia disputou seu último Campeonato Brasileiro em 2007, o que viria a ser coincidentemente a penúltima edição do torneio, que teve seu fim em 2008 dando lugar e espaço ao Novo Basquete Brasil. A equipe mineira terminou a primeira fase na terceira colocação e nos playoffs foi eliminada nas quartas de final com uma derrota para o Franca em uma série equilibrada onde os paulistas venceram por três jogos a dois.

Em 2008, o time uberlandense perdeu o patrocínio da Unitri, mas disputou o Campeonato Brasileiro como Uberlândia Tênis Clube em uma tentativa de resistência do basquete local as políticas adotadas pelo então senador e dono da equipe, Wellington Salgado. O UTC mesmo com um elenco repleto de jovens conseguiu fazer uma boa campanha na primeira fase, terminando em sexto lugar com 13 vitórias em 22 jogos. Nos playoffs, os mineiros enfrentaram o forte Brasília e foram derrotados na série por três jogos a um. O ala-pivô Carlos Olivinha, hoje jogador do Flamengo, fez parte do elenco do clube na época.

A equipe de Minas Gerais voltou a ativa apenas em 2010, dando inicio a um novo capítulo na história do time mineiro.

Nova era, desta vez no NBB

O Novo Basquete Brasil (NBB) foi fundado em 2008, e a Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura (ASOEC) adquiriu duas franquias para jogar o campeonato. Uma ficou com o Brasília e a outra em stand-by. Em 2010, o dono da Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO) e do Centro Universitário do Triângulo (UNITRI), decidiu reativar o Uberlândia, que voltou a suas atividades com uma vaga no NBB.

O Uberlândia estreou no NBB na temporada 2010/11. A equipe comandada por André Ratto tinha em seu elenco jogadores conhecidos Valtinho, Robert Day, Cipolini e Robby Collum. Os mineiros tiveram um bom desempenho na primeira fase e logo na estreia terminaram na sexta posição com uma campanha de 19 vitórias em 28 jogos. Nos playoffs, foram eliminados pelo campeão Brasília nas quartas de final, sofrendo um revés na série por três jogos a dois.

Os uberlandenses mantiveram a base da época passada e repetiram a boa campanha na temporada 2011/12, terminando a fase de classificação no quinto lugar com 18 vitórias em 28 jogos, superando a sexta colocação que tiveram em 2010/11. Nos playoffs, o Uberlândia superou as expectativas e avançou as quartas de final após uma vitória na série contra o Tijuca por três jogos a um, mas foi derrotado pelo Flamengo por três jogos a dois e deu adeus a competição. O time mineiro participou do Torneio Interligas 2012, mas caiu na primeira fase.

A melhor campanha do Uberlândia no NBB veio acontecer na temporada 2012/13, ano que novamente mantiveram a base e ainda contrataram reforços como Audrei e Gruber e o técnico Hélio Rubens. Os mineiros finalizaram a primeira fase da competição com 25 vitórias em 34 jogos, estrelando o terceiro lugar na tabela e garantindo vaga direta nas quartas de final. O destaque foi maior ainda nos playoffs, onde a equipe liderada pelo armador Valtinho eliminou o Pinheiros após vencer por três jogos a um em uma série muito disputada. Na semifinal. o clube de Minas Gerais encarou o forte Bauru e não temeu a equipe paulista, vencendo a série com propriedade por três jogos a zero. Mesmo com uma atuação surpreendente, o time mineiro foi derrotado pelo poderoso Flamengo na grande final, terminando ali sua melhor temporada no Novo Basquete Brasil.

Após uma temporada de muitas surpresas positivas, o Uberlândia fechou um patrocínio com a Magazine Luiza e reforçou seu elenco para a época 2013/14. A equipe trocou novamente de treinador, e o plantel de João Batista contava com novos nomes como Douglas Kurtz, Ícaro e Rashad McCants, o último foi contratado para suprir a saída de um dos destaques da equipe nas últimas campanhas, Robby Collum, mas decepcionou. Os mineiros finalizaram a primeira fase do NBB na sétima colocação com 19 vitórias em 32 jogos e nos playoffs caíram precocemente para o Franca nas oitavas de final após serem derrotados na série por três jogos a dois.

Ainda em 2014 o Uberlândia disputou a Liga das Américas (atual-BCLA) daquele ano. Na primeira fase caiu no Grupo B junto com Aguada (URU), Leones de Ponce (PUR) e Lanús (ARG). Os brasileiros venceram dois jogos e ficaram na segunda colocação do grupo, avançando para a próxima fase. Na segunda fase, o grupo foi formado por Flamengo, Caracas (VEN) e Halcones (MEX). O time de Minas Gerais venceu o duelo contra os venezuelanos mas amargou a terceira colocação do grupo com apenas um triunfo e foi eliminado da principal competição internacional.

Em meio a crise o Uberlândia teve seu orçamento reduzido drasticamente na temporada 2014/15 e iniciou uma ampla reformulação em seu elenco, que perdeu quase todas as estrelas que fizeram parte da equipe nos últimos anos. Valtinho, Robert Day, Cipolini, Kurtz e outros seis jogadores foram dispensados. Os novos reforços vieram, mas não agradaram o treinador também recém chegado Carlos Romano, e o tradicional clube mineiro ficou de fora dos playoffs do NBB pela primeira vez em sua história após uma pífia campanha de apenas 9 vitórias em 21 jogos e a décima terceira colocação já esperada após o corte no orçamento.

O Uberlândia participou 14 vezes do Campeonato Mineiro e sagrou-se campeão em todas as edições, vencendo de maneira consecutiva entre os anos de 1998-2006 e 2010-2014. Em 2015, a histórica e saudosa equipe mineira fechou as portas pela segunda vez e está desativada até hoje.

Siga o Diego no Twitter:

Seja um assinante do Blog do Souza por somente 7 ou 10 reais por mês:

Siga o Blog do Souza nas redes sociais:

2 comentários em “A história do saudoso e atualmente desativado Uberlândia

  1. Hugo Santana

    Esta foi a história do Uberlândia Unit/Unitri. Poderia ter detalhado mais quando foi campeão da sul-americana 05 detalhando os times que passou antes do ajax.
    Mas senti falta mesmo da menção ao time do Uberlândia UTC, que tentou sobreviver um ano 07-08, com pratas da casa, pouquíssimo dinheiro da prefeitura para alguns jogadores de fora (destaque Olivinha menino naquela epoca). Nao era a Unitri, nao teve titulos, mas teve bons confrontos (contra brasilia especiamente) e foi uma tentativa de resistência do basquete local a política do senador dono do time.

    Curtir

    • Diego Marcondes

      Opa, amigo. Muito obrigado pelo feedback. Realmente faltou este detalhe no inédito título sulamericano, irei adicionar. Sobre o UTC, não havia encontrado relação, achei que era um projeto distinto, mas irei mencionar agora que me deu um toque. No mais, espero que tenha gostado do texto em geral.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: