Botafogo Capa NBB

Relembre a temporada de altos e baixos do Botafogo

Fundado em 1933, o basquete do Botafogo FR colecionou títulos nas décadas de 1930 e 1940, conquistando torneios amadores e principalmente o estadual, que foi vencido seis vezes pelo glorioso durante este período.

A década de 1960 com certeza foi uma das mais vencedoras da história da equipe carioca, que venceu três o estadual e conquistou de maneira inédita o título do Campeonato Brasileiro de 1967 após vencer o Corinthians na grande final. No fim do decênio terminou o sul-americano em terceiro e foi o quarto colocado no Mundial em 1968.

Em 2002 o departamento de basquete do clube foi extinto por problemas financeiros e o retorno ocorreu apenas em 2015. Em 2017 o glorioso sagrou-se campeão da Liga Ouro, divisão de acesso ao NBB, conquistando novamente uma vaga na principal competição nacional.

Em sua estréia no NBB, na temporada 2017/18, o Botafogo não fez uma boa campanha e terminou a primeira fase do torneio na décima segunda colocação após uma campanha de sete vitórias em vinte e oito jogos. Apesar do baixo rendimento, o Fogão classificou-se para os playoffs e foi eliminado pelo Caxias do Sul nas oitavas de final após perder a série por três jogos a zero.

A segunda temporada do Botafogo no Novo Basquete Brasil foi surpreendente e bastante positiva. A equipe comandada por Léo Figueiró finalizou a primeira fase com 12 vitórias em 26 jogos, figurando na sexta colocação na tabela. Nos playoffs, o desempenho foi acima dá média, e o glorioso eliminou o São José nas oitavas e o Pinheiros nas quartas, caindo para o Flamengo na semifinal.

Após uma campanha histórica, o Fogão almejou desafios maiores na temporada 2019/20, que é foco principal deste texto.

Como teria que disputar três competições de alto nível, montou uma equipe bastante forte, pelo menos no papel. Além dos remanescentes Jamaal, Arthur, Mogi, Cauê Borges, Diego Conceição e Henrique Coelho, o Botafogo contratou jogadores de calibre para seu elenco. Lucas Mariano, Paulinho Boracini, Du Sommer, Freddie McSwain Jr e Wesley fizeram parte da lista de reforços dos cariocas.

Campeonato Carioca

O Campeonato Carioca 2019 foi disputado por apenas três equipes. O Botafogo venceu duas vezes o Niterói e uma vez o Flamengo, sendo derrotado também uma vez para os rubro-negros, terminando a primeira fase na segunda colocação. Na final do torneio, conquistou o vice-campeonato estadual após ser derrotado pelo Flamengo na série por dois jogos a um.

Apesar de um regulamento desfavorável e um campeonato curto, o estadual serviu bem para o glorioso, que teve a oportunidade de entrosar mais seu plantel e distribuir bem os minutos, facilitando escolhas futuras do técnico Léo Figueiró.

Novo Basquete Brasil

Logo depois de agradar os torcedores no estadual, o Botafogo iniciou sua campanha no NBB como um singelo favorito ao título, cotado para brigar pelas primeiras posições, já que vinha de uma ótima temporada e reforçou ainda mais seu elenco.

O início de temporada do glorioso não atendeu as expectativas impostas na equipe. O Botafogo começou o NBB com uma ótima vitória fora de casa sobre o forte Minas, mas depois dali somou quatro derrotas seguidas, que jogou a equipe carioca para a parte de baixo da tabela. Seguindo a risca a montanha russa, o fogão terminou o primeiro turno com sete vitórias em quinze jogos e não se classificou para o Super 8, feito decepcionante para uma alta expectativa.

Era esperada uma reação botafoguense após a volta do campeonato para a disputa do segundo turno, mas o time de Léo Figueiró foi derrotado nos quatro primeiros jogos do returno, ligando de vez o alerta, correndo o risco de não avançar para a fase de playoffs.

Após uma sequência negativa, o Botafogo resolveu finalmente mostrar o seu basquete e emplacou seis vitórias nos últimos sete jogos da primeira fase, garantindo ali, com o fim antecipado do NBB, a oitava posição e uma vaga nos playoffs do torneio, onde irá enfrentar o Rio Claro nas oitavas de final.

Destaques do Botafogo no NBB 2019/20:

Lucas Mariano – 15.6 PTS e 4.8 RBTS

Jamaal Smith – 13.8 PTS e 14 EF*

Henrique Coelho – 11.7 PTS e 4.7 AST

Arthur Bernardi – 11.2 PTS e 4.4 RBTS

Cauê Borges – 9.6 PTS e 4.3 RBTS

*= Convocado para o Jogo das Estrelas 2020.

Liga Sul-americana

A campanha razoável no NBB poderia impedir o Botafogo de conquistar seu principal objetivo, a classificação para a Basketball Champions League Americas, mas ainda restava ao glorioso a disputa da Liga Sul-americana de Basquete, que garante ao vencedor uma vaga automática na próxima edição da BCLA, mais importante torneio internacional da América.

O time carioca iniciou sua participação na LSB no Grupo D, sediado em San Andrés, Colômbia. O Botafogo foi derrotado pelo Salta (ARG) no primeiro jogo, mas venceu o Nacional (URU) e o San Andrés (COL) logo em seguida e garantiu vaga na próxima fase ao se classificar na segunda posição do grupo, atrás dos argentinos.

Na segunda fase, a sede seria em La Banda, na Argentina. A revanche do glorioso contra o Salta (ARG) foi vencida em grande estilo após uma cesta sensacional de Arthur Bernardi no último segundo da partida. A equipe brasileira também venceu o Nacional (URU) e o Ciclista Olímpico (ARG), garantindo assim vaga na final com 100% de aproveitamento.

A grande final da LSB 2019 foi brasileira, entre Corinthians e Botafogo, equipes que já haviam disputado uma final de campeonato que foi vencida pelo time botafoguense, lembra? Só que desta vez tudo caminhava para o título dos paulistanos, que venceram o glorioso no Rio de Janeiro por 88 a 74, colocando uma mão na taça.

Precisando da vitória para continuar na busca pelo título, o Botafogo viajou a São Paulo e venceu o jogo dois diante dos corintianos por 74 a 64, forçando um jogo 3 em pleno Parque São Jorge. Mesmo com a derrota surpreendente, o Corinthians seguiu como favorito pelo fator casa e por estar em um momento melhor na época, mas os cariocas ignoraram isso tudo e se sagraram campeões da Liga Sul-americana na casa do Corinthians depois de uma suada vitória por 74-70 em uma partida emocionante.

Naquele momento o fogão conquistava o maior título de sua história em um período marcado por problemas financeiros e dificuldades salariais. Foi uma vitória que não garantiu apenas um troféu e uma vaga na BCLA, mas também assegurou e firmou um período de paz dentro de um clube que sofria com a pressão após maus resultados.

Destaques do Botafogo na Liga Sul-americana de Basquete 2019:

Jamaal Smith – 14.6 PTS e 2.4 AST

Cauê Borges – 12.1 PTS e 5.3 RBTS*

Lucas Mariano – 10.2 PTS e 4.9 RBTS

Du Sommer – 8.8 PTS e 4.7 RBTS

Arthur Bernardi – 8.4 PTS e 4.7 RBTS

*= Nomeado MVP da competição.

Siga o Diego no Twitter:

 

 

 

Seja um assinante do Blog do Souza por somente 7 ou 10 reais por mês:

 

 

 

Siga o Blog do Souza nas redes sociais:

 

 

0 comentário em “Relembre a temporada de altos e baixos do Botafogo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: