WNBA

Confira oito momentos históricos do Phoenix Mercury

Dado a abstinência da WNBA e a última temporada sem a estrela Diana Taurasi em quadra, selecionamos oito momentos históricos da equipe para nos prepararmos para a próxima temporada do Mercury e o começo do fim da carreira de Taurasi, mas agora ao lado de Skylar Diggins-Smith para a tentativa de mais um campeonato.

1 – “Greatest Game Ever?”

Em 10 de agosto de 2006, três anos após Diana Taurasi ser selecionada na 1a escolha pelo Phoenix Mercury, a terceiroanista daria suas credenciais na partida que entraria para a discussão da melhor da história da liga, que até então existia há apenas 9 anos. Diana Taurasi explodiria para 47 pontos, 6 rebotes e 9 assistências em uma partida de triplo overtime, contra o extinto lendário Houston Comets de Sherly Swoopes e Tina Thompson. Swoopes e Thompson, adversárias do Mercury, terminariam com 30 e 37 pontos, respectivamente, em uma partida lembrada até hoje como uma das melhores da história (se não a melhor), que terminou no placar de 111 a 110 para o Mercury.

2 – Taurasi no estouro!

Era 2014 e a série entre Phoenix Mercury e Minnesota Lynx estava 1-1. O Chicago Sky de Courtney Vandersloot, Allie Quigley, Sylvia Fowles e Elena Delle Donne aguardavam o Mercury ou Minnesota para a disputa na WNBA Finals. Entretanto, Chicago iria presenciar um massacre do Mercury. 3-0 para o segundo título. Porém, a partida que é perpetuada na memória é justamente o jogo decisivo entre Taurasi e o Lynx, que chegava as finais por três anos seguidos. Taurasi acertaria um arremesso no fim do 3o quarto do meio da quadra para sacramentar o que estava por vir: a ida em definitivo para as finais e a superação de um algoz da dinastia do Lynx que as derrubou em 2011 e 2013.

3 – O primeiro é sempre especial.

Em 2007, o Detroit Shock sob o comando de Bil Laimbeer e dotado de atletas como Cheryl Ford, Swin Cash, Deanna Nolan e Katie Smith, empuseram um recorde de 24-10 e vinham de duas WNBA Finals ganhas em 4 anos. A série com o Phoenix Mercury nas finais entraria para a história como uma das melhores. Diana Taurasi já compunha o núcleo da equipe campeã, mas brilhou principalmente nessa série Cappie Pondexter, que foi a MVP das Finals com 23.9 pontos de média, 4.8 rebotes e 5.8 assistências. O Detroit Shock possuía a vantagem de 2 vitórias e apenas 1 derrota, mas o Mercury virou e tornou-se a primeira equipe na história a vencer um jogo decisivo para conquistar a WNBA na casa de suas adversárias.

4 – Um All-Star Game que entrou para a história

E o jogo está completo no YouTube…

O All-Star Game de 2014 em Phoenix foi o 1o da WNBA a possuir overtime. Tamika Catchings, estrela de Indiana, era selecionada pela 9a vez. Sue Bird, lenda do Seattle Storm, substituiria Seimone Augustus, do Lynx. Até então, apenas Candace Parker, do Sparks, havia atingido a marca de 23 pontos no All-Star Game. Porém, em 2014, Shoni Schimmel (novata do Dream), Sylar Diggins-Smith, do Wings, e Maya Moore, do Lynx, atingiram mais que 23 pontos. Brittney Griner fez a 3a enterrada da história da celebração e Tamika Catchings foi o destaque ao final do OT, com um layup aos 6.9 segundos para o fim e uma roubada de bola da Diggins-Smith que sagraria a partida a melhor da história da WNBA até os dias de hoje.

O Phoenix Mercury pôs 3 jogadoras: Diana Taurasi, Brittney Griner e Candice Dupree.

5 – Uma temporada para relembrar

O Mercury conquistaria seu 2o título em 2009, vencendo o Indiana Fever de Tamika Catchings, Katie Douglas e Brian January. Diana Taurasi havia sido MVP da temporada regular e MVP das Finals. Ela impôs o recorde histórico de 79 bolas de três em uma temporada. 20.4 pontos de média na temporada regular com 46% de FG e 22.3 nos playoffs. Phoenix conseguiu conquistar o campeonato após estar perdendo por 2-1, proporcionando uma das melhores séries de playoffs da história da equipe e da WNBA.

6 – Estreiando com o pé direito

Brittney Griner seria escolhida no Draft de 2013. A pivô de 6’8 ft era uma sensação devido a sua altura e envergadura. As suas duas primeiras ações da partida foram um putback sobre Elena Delle Donne e um bloqueio maravilhoso em um layup de Epiphanny Prince. Ela terminaria a partida com 17 pontos, oito rebotes e duas enterradas.

7 – A vida antes de Taurasi

Bridget Pettis

A WNBA começou em 1997, e dentre as equipes que iniciaram, algumas estão extintas. Dentre elas, a mais famosa é o Houston Comets. A equipe texana possuía nos seus primeiros anos um dos quintetos mais icônicos da WNBA até os dias de hoje: Cynthia Cooper, Sherly Swoopes, Kim Perrot,Michelle Snow e Tina Thompson. Equipe do qual a brasileira Janeth Arcain participou. O Comets foi campeão da WNBA de 1997 a 2000. Dentre as equipes abatidas no processo, estava o Phoenix Mercury, uma das equipes iniciais, que desfrutava de boas atletas. Em seus 2o ano (1998), derrotou o Cleveland Rockers nas semifinais por 2-1, mas perdeu para o Comets pelo mesmo recorde nas finais. A principal atleta da equipe era a pivô Jennifer Gilom, mas uma das atuações mais marcantes da época foi os 27 pontos e 11 rebotes de Bridget Pettis no decisivo jogo 3. Ela também foi a atleta a fazer a primeira cesta da história da franquia.

8 – E para encerrar, esse vídeo

Bridget Pettis encerrou sua carreira no Phoenix Mercury após 8 temporadas na WNBA. Ela nasceu em Indiana, e após ser assistente técnica para o Mercury e o Wings, atualmente integra o coaching staff do Chicago Sky como assistente. Ela lidera um projeto chamado de Project Roots Arizona, aonde ela se dedica durante a offseason a integrar a comunidade do Arizona através do amor pela jardinagem, alimentando os pobres e trabalhando em um jardim comunitário.

Pettis é uma personalidade extremamente apreciável, e em 2009, aos 39 anos, ela marcou presença na Trevor Browne School, no Arizona, aonde o Mercury estava treinando com presença do público, e inusitadamente ela fez um tributo a Michael Jackson, o Rei do Pop.

Siga o Cainã Lima no Twitter:

 

 

 

Seja um assinante do Blog do Souza por somente 7 ou 10 reais por mês:

 

 

 

Siga o Blog do Souza nas redes sociais:

 

 

 

 

0 comentário em “Confira oito momentos históricos do Phoenix Mercury

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: