Ir para conteúdo

O dia em que Robert Day assustou o Pedrocão com 50 pontos no Jogo das Estrelas

Robert Andrew Day foi um ala americano que fez uma passagem marcante no basquetebol brasileiro. Vindo desacreditado após receber poucas oportunidades nos anos anteriores, ele desembarcou no Brasil em 2010, com 28 anos, para atuar no Uberlândia após passar por times da 2ª divisão universitária dos EUA e boa rodagem no basquete mexicano.

A adaptação no país novo pareceu não dificultar os trabalhos de Day em terras canarinhas. Com 1.97 metros e boa desenvoltura, logo se destacou e se tornou uma das peças fundamentais do time de Minas Gerais que, no mais tardar, chegou aos playoffs do NBB e só foi parado nas quartas para o Lobos Brasília, campeão daquela edição.

O grande desempenho de Robert Day no NBB 3 fez com que o americano fosse chamado para a edição do Jogo das Estrelas de 2011. Ainda pouco conhecido, ele foi um dos escolhidos com menos votos e teve a oportunidade de atuar ao lado de grandes nomes como Larry Taylor e Jeff Agba, do Bauru e Shamell, do Pinheiros, os americanos mais bem votados naquela oportunidade.

NBB Brasil e NBB Mundo se enfrentaram no ginásio Pedrocão, em Franca, com um leve favoritismo brasileiro que contava com Marcelinho Machado, Marquinhos, Guilherme Giovannoni e Nezinho, ambos em grande forma. Mas uma grande surpresa surpreendeu os fãs de basquete naquela ocasião.

Os americanos não tiveram conhecimento e venceram o Brasil por 115 a 99. O destaque do time foi ainda mais surpreendente: Robert Day. Ele anotou incríveis 50 pontos no jogo em apenas 27 minutos jogados. O aproveitamento do perímetro foi fantástico: 12/15 na bola de três, além de Day ter convertido 11 bolas de três seguidas. Tais pontos que fizeram Roby Porto ir a loucura na transmissão feita pelo SporTV.

Seu desempenho não deixou ninguém na dúvida de quem seria eleito o melhor da partida. Robert levou o troféu de MVP das finais para casa após aquela tarde que se tornou inesquecível para os fãs do NBB. Após o jogo, ele declarou:

“Eu acertei alguns arremessos no início, fiquei confiante, e depois continuou acontecendo. Eu já tinha feito mais que 50 no México, mas não numa partida desta importância. É ótimo ter a oportunidade de jogar para esta torcida maravilhosa, que entende tanto de basquete. Eu já vi muito basquete por aí, mas no Brasil as pessoas amam o esporte”, disse Robert Day em entrevista retirada do site Globoesporte.com.



Após essa grande atuação, ele atuou por mais 3 anos no Uberlândia quando se transferiu para o Bauru, em 2014. Na cidade paulista, ele jogou por 2 anos e decidiu se aposentar. Até hoje, os amantes de basquete lembram de Robert Day como um dos melhores jogadores que já passaram pelo NBB.

Siga o Paulo no Twitter:

 

 

 

Seja um assinante do Blog do Souza por somente 7 ou 10 reais por mês:

 

 

 

 

Siga o Blog do Souza nas redes sociais:

 

 

 

 

 

 

 
 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: