Ir para conteúdo

O sucesso de atletas experientes no NBB é ruim para a competição?

Estamos vendo nessa temporada do Novo Basquete Brasil (NBB), jogos emocionantes, times surpreendendo positivamente e negativamente, ginásios com pouco público e também, bom desempenho de alguns jogadores. É neste último quesito que gostaria de chamar a sua atenção.

Olhando somente as estatísticas de pontuação individual da competição, vimos que dos cinco maiores pontuadores dessa temporada, três tem mais de 35 anos de idade.

Veja abaixo quem são:

O mais experiente dessa lista é o ala Shamell. O americano do tricolor paulista vai fazer 40 anos em setembro de 2020 e atualmente tem médias de 18.5 pontos por jogo. Número muito bom para qualquer jogador de um NBB.

A partir dessa lista, surge uma pergunta: por que os atletas mais experientes vem tendo um desempenho tão positivo no maior campeonato do país?

Esse questionamento é válido quando pensamos que o natural seria cada vez mais os jovens ganharem espaço e consequentemente, conseguirem bons números nas estatísticas.

Porém, acredito que esses números mostram o quanto ainda o basquete brasileiro precisa revelar novos bons talentos. Além disso, me parece que o estilo de jogo implantado por muitas equipes é visando facilitar a vida desses atletas experientes.

Claro, que os jogadores mais velhos não têm culpa. Mas nos dois casos, é claramente um reflexo da falta de surgimento de jovens jogadores com fundamentos técnicos e táticos consolidados. Sem isso, muitas equipes ficam na dependência da qualidade dos atletas experientes.

É preciso que cada vez mais os clubes trabalhem melhor os atletas na base. Para que um futuro próximo possamos ver novos Marquinhos, Alex, Leandrinho, Shamell e muitos outros.

Enquanto dezenas de novos talentos não aparecem no adulto, só nos resta torcer para que o basquete de base do Brasil evolua a cada dia e que possamos ver os atletas experientes passarem o bastão para os mais jovens.

Seja um assinante do Blog do Souza por somente 7 ou 10 reais por mês:

 

 

 

 

Siga o Blog do Souza nas redes sociais:

 

 

 

 

Felipe Souza Ver tudo

Sou o criador do site HSBasketballBR, Blog do Souza e fui co-criador do Live College BR. Fui o primeiro brasileiro a escrever sobre high school para um site americano, o D1Vision. Trabalhei para a Liga Super Basketball como repórter e assessor de imprensa. Também escrevi para os blogs como Jumper Brasil e TimeOut Brasil, tive textos publicados pelo Bala Na Cesta. Trabalho de Scout nas horas vagas e acredito que o estudo diário do basquete, me faz um profissional melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: