WNBA

Mystics e Delle Donne conquistam título inédito da WNBA

 

Nesta quinta-feira, o Washington Mystics enfrentou o Connecticut Sun pelo jogo 5 das finas da WNBA e o time da capital americana venceu por 89 a 78 e conquistou o seu primeiro título da WNBA.

Emma Meesseman marcou 22 pontos e Delle Donne adicionou 21 para ajudar o Washington Mystics a conquistar o título inédito.

A belga de fala mansa se revelou uma nova e agressiva jogadora durante a corrida pelo título e acabou recebendo merecidamente o prêmio de MVP das finais.

Vale lembrar, que a Meesseman perdeu a última temporada para jogar na seleção da Bélgica.

”Eu não acho que sou a peça que faltava. Sou a companheira de equipe delas. Preciso ajudar a minha equipe a vencer um campeonato. Esta é minha família aqui”, disse ela.

Emma Meesseman recebendo o troféu de MVP das finais

Um fator importante dessa final foi a luta da Elena Delle Donne para jogar os últimos jogos. Toda vez que ela chegou nas finais da WNBA sempre foi prejudicada por alguma lesão. Porém, dessa vez foi diferente.

Mesmo tendo três hérnias de disco nas costas, a MVP da liga não deixaria que isso a impedisse de conquistar o seu primeiro título da WNBA.

“Toda vez que chego às finais, algo acontece”, disse Delle Donne. “Acho que irritei os deuses do basquete na faculdade. Espero que esse drama tenha terminado”.

Para quem não sabe, Delle Donne ficou de fora um ano na faculdade quando se transferiu no verão antes de sua temporada de calouros de UConn para Delaware na intenção de ficar mais perto de sua irmã Lizzie, que é cega, surda e com paralisia cerebral.

“Lizzie tem sido a minha estrela, e algumas pessoas nunca entenderam minhas decisões. Mas ela de alguma forma ela me levou a esse momento”, disse Delle Donne. ”Você sabe, tem sido uma jornada louca. Esse tem sido o meu próprio caminho. Tem sido diferente do que todos os outros anos. Eu meio que acreditei nisso, e você tem que seguir seu coração, e sempre confiei nela. Outra razão pela qual eu posso lutar contra uma lesão, é como se ela tivesse recebido as piores cartas possíveis com suas deficiências, e todos os dias ela acorda, sorri, ri e ama. Então, ela sempre foi minha inspiração”.

Esse foi o primeiro título na história da franquia.

”Parece fenomenal, meu Deus, é tão bom. Difícil colocar em palavras”, disse Delle Donne, que ficou aquém das duas últimas participações nas finais. ”Para vencer com um grupo tão grande de pessoas. Queríamos ganhar para a pessoa ao nosso lado. Vamos nos lembrar desta temporada. Estou meio triste porque a temporada está prestes a terminar. Meu Deus, com certeza terminamos com uma ótima exibição’‘.

Esta foi a sétima série na história da liga que havia chegado a um jogo 5, e o time da casa venceu simplesmente cinco delas.

Seja um assinante do Blog do Souza por somente 7 ou 10 reais por mês:

 

 

 

 

Siga o Blog do Souza nas redes sociais:

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s