Extras

MVP do Sul-Americano Sub-21 com a seleção brasileira, Dikembe afirma: “Eu almejo um dia chegar na NBA”

Foto: João Neto/LNB

A Seleção Brasileira conquistou o bicampeonato Sul-Americano Sub-21 Masculino ao derrotar a Argentina por 80 a 59 no último dia 17 e um dos destaques daquela partida e do torneio, foi o brasileiro Dikembe da Silva André. O pivô foi eleito MVP da competição, com médias de 16,0 pontos e 11,7 rebotes por jogo.

Dikembe tem o nome homônimo da ex-estrela da NBA, por causa de seu pai Júlio, que colecionava cards e queria que seu filho tivesse o nome de um dos grandes jogadores da Liga naquela época. Mas se todos acham que o jogador só jogou basquete na sua infância, está bem enganado.

Antes de jogar basquete, ele jogava futebol e era apaixonado pelo esporte. Porém, o fato do pai dele dar aulas de basquete na cidade de Santana do Parnaíba e a irmã jogar desde muito cedo, fez com que ele olha-se o basquete com outros olhos.

Foi quando ele conversou com a família e então, aos 13 anos, foi levado para Barueri. Dois anos depois, desembarcou no Paulistano, onde foi MVP e campeão da Liga de Desenvolvimento no ano passado. O jogador ainda ganhou alguns minutos na equipe profissional na temporada passada do NBB.

Mas para poder falar um pouco mais sobre a sua carreira e o seu bom desempenho com a seleção brasileira, eu tive a oportunidade de conversar com o Dikembe André e você confere todo o papo a seguir.

Felipe Souza – Conte para quem ainda não te conhece, da onde você vem e como você começou a jogar basquete?

Dikembe – Eu venho de Itapevi zona oeste de São Paulo nascido na cidade vizinha (Cotia-SP) fui criado em Itapevi e com 13 anos fui morar com meu pai em Barueri onde que por conta de minha irmã que jogava basquete conseguiu que eu fizesse um treino e nesse treino em Barueri com a equipe na época chamada de G.R.Barueri fui avaliado e consegui entrar na equipe que jogava federação, comecei a jogar basquete por conta da minha irmã sempre me espelhei nela pois venho de família com a renda baixa e na época que eles foi embora de casa aos 12 anos eu tinha 8 anos e via as fotos dos lugares que ela ia viajar jogando e eu ficava apaixonado pra conhecer outros lugares e minha vontade era jogar apenas pra poder viajar, jogava futsal antes e não tinhas as oportunidades que ela tinha no basquete.

Felipe – Você é considerado um dos jogadores promissores do país. Hoje, aonde você espera chegar no basquete?

Dikembe – Eu hoje almejo coisas grandes, como por exemplo jogar na Europa em um bom time e conseguir quem sabe um dia chegar na NBA, que é o sonho de todos os jogadores. No Brasil, almejo ser protagonista de um clube algum dia.

Felipe – Quando você foi convocado para a seleção sub-21, você imaginava que jogaria tão bem a competição e terminaria com o título invicto?

Dikembe – Eu imaginava que iria fazer um bom campeonato, pois estou treinando diariamente nas minhas férias e no clube na pré-temporada. Com o início da temporada eu estava bastante confiante não imaginava que aconteceria tudo isso, com o trabalho em equipe conseguimos nos fechar e jogo a jogo fomos conquistando as vitórias e assim terminamos invictos graças a Deus e a nossa dedicação.

Felipe – Por sinal, qual foi a sensação de ser campeão de forma invicta com a seleção?

Dikembe – A sensação de ser campeão é muito boa e de ser invicto, é apenas uma consequência.

Felipe – Acompanhando no Instagram, vimos que o clima era muito bom entre os jogadores e os técnicos. Você acredita que essa sintonia fora das quadras ajudou dentro de quadra? 

Dikembe – Os técnicos nos deram bastante liberdade pra fazer o que sabemos fazer de melhor. Eles também nos passaram bastante confiança desde o primeiro bate papo e isso foi muito importante. Além disso, os nossos comandantes também eram nossos amigos fora de quadra.

Felipe – Depois desse título, qual a sua expectativa para essa nova temporada do NBB com o Paulistano?

Dikembe – Expectativa é sempre a de ser campeão, de ir o mais longe possível e almejar coisas grandes. Pois temos um elenco muito bom e coletivo, isso pode ser um ponto muito forte pra nós que somos uma equipe muito jovem.

Foto: Thierry Gozzer

Siga o Blog do Souza nas redes sociais:

 

 

 

 

Anúncios

Categorias:Extras

Marcado como:, , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s