High School

Entrevista com o técnico multi-campeão do high school, Steve Smith da Oak Hill Academy

O Blog do Souza recorda a entrevista feita no dia 15/01/2017 por mim para o meu site antigo do HSBasketballBR, com um dos melhores técnicos do High School, Steve Smith (Oak Hill). Espero que vocês curtam, vamos lá…

A entrevista trata de vários assuntos, entre eles, a sua carreira, seus jogadores e de Oak Hill. Felipe Souza comandou a entrevista e teve a colaboração de Leonardo Sasso. Entretanto antes da entrevista completa, um breve resumo sobre Steve e o programa de Oak Hill:

O treinador Smith tem 60 anos de idade e cresceu em Wilmore (Kentucky). Como treinador de Oak Hill, ele conquistou oito títulos nacionais (1993, 1994, 1999, 2001, 2004, 2005, 2007, 2012), possui mais de mil vitórias no High School, foi escolhido quatro vezes como o melhor técnico de High School do país (1994, 1999, 2004, 2012) pela USA Today e é atual campeão do torneio nacional DICK’S High School Nationals.

Ele também foi treinador 28 vezes do McDonalds All American’s e por ele já passaram 17 jogadores que foram draftados para a NBA e a tendência é aumentar esse número. Na temporada que chegou ao fim, seu elenco contava com a melhor escolha de 2016 para o college, Harry Giles.

Em Oak Hill ele é conhecido por ser um treinador exigente e bem rígido com os atletas. Por exemplo, todos os alunos são proibidos de terem carros ou telefones celulares. Eles não podem ter vídeo games, não podem sair do campus sem ser acompanhados por membros do staff. Eles vão para a escola aos sábados e são obrigados a frequentar os cultos aos domingos e muito mais. O conjunto faz com que Oak Hill seja um dos destinos mais procurados pelos atletas que pretendem fazer carreira no basquete.

Sabendo disso, vamos a entrevista. Espero que gostem.

FelipeAtualmente, o senhor é o melhor treinador de basquete de high school, na minha opinião. Mas quando o senhor pensou em se tornar treinador?

SteveNa década de 1970, quando eu fui para a faculdade e meu pai era o treinador da faculdade.

FelipeVocê treina uma das melhores equipes se não a melhor equipe do país que é a Oak Hill. Quando o senhor começou a treinar a equipe?

SteveEu comecei em 1983 e fui assistente por 2 anos para depois me tornar treinador principal em 1985. Acabei de terminar o meu 31º ano como treinador principal.

FelipeO programa de basquete de Oak Hill é muito bem-sucedido. Se não me engano, o senhor foi campeão nacional oito ou nove vezes. Qual é o segredo para manter a equipe sempre em alto nível nacional?

SteveGrandes jogadores com uma grande ética de trabalho.

FelipeNa sua opinião, a preparação do atleta no High School é mais importante do que no College? Ou ambos são muito importantes para a evolução do atleta?

SteveAmbos são importantes. No high school, o jogador precisa trabalhar os fundamentos do seu jogo, e no college você precisa aperfeiçoar o seu nível de habilidade na esperança de ser bom o suficiente para o próximo nível.

FelipeVocê é a inspiração para os novos treinadores, mas você se inspirou em algum treinador para seguir nesta profissão?

SteveSim, meu pai. Meu pai era treinador de quatro faculdades diferentes na segunda divisão.

FelipeImagino que muitos já fizeram essa pergunta ao senhor, mas com o que o senhor viu na quadra e nos treinos, o que podemos esperar de Harry Giles no basquete universitário?

SteveHarry é o jogador mais talentoso que eu já treinei. Ele também tem uma grande atitude e uma tremenda ética de trabalho. Ele pode pontuar de diferentes formas. Ele pode jogar de frente para a cesta, bem como dentro do garrafão. Ele é um reboteiro implacável e um bloqueador de arremessos.

FelipeJogadores como Kevin Durant (OKC), Carmelo Anthony (NY Knicks), Rajon Rondo (Sacramento Kings), Ty Lawson (Houston Rockets) foram treinados pelo senhor. Entre estes ou outros jogadores que não mencionei, teve algum quando você viu em quadra, você já sabia que iria ser uma estrela na NBA?

SteveEu sabia que Kevin Durant e Carmelo um dia seria um All-Star da NBA. Depois de treinar Rondo e Lawson por um ano eu via que eles tinham potencial para chegar no profissional, mas não imaginava que seriam tão bons como eles estão agora.

FelipeE como o senhor projeta a próxima temporada para Oak Hill?

SteveNós teremos todos os nossos armadores defensivos de volta, assim podemos nos concentrar no ataque. Devemos ser capazes de usar a nossa rapidez e atletismo na extremidade defensiva para jogar no nosso estilo de basquete, que é a transição rápida.

O que acharam da entrevista? Podem esperar que vem mais entrevistas pela frente!

Siga o Blog do Souza nas redes sociais:

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: