Vasco da Gama

Vasco da Gama e a sua dificuldade em ter temporadas tranquilas

Mais uma temporada começou no basquete nacional e mais uma vez vimos o Vasco da Gama sofrendo com problemas financeiros. A equipe de nome e camisa pesada, mostra que a gestão não é o forte do clube e o pior, o erro vem se repetindo durante anos.

Era imaginado que esse ano seria mais “tranquilo” para o time de basquete, dentro e fora de quadra. Já que o clube investiu bem menos dinheiro nessa temporada do que a passada e com isso, se imaginava que não teria problemas tão sérios financeiramente.

Porém, recentemente o jornalista Felipe Schmidt publicou a fala do presidente do clube Alexandre Campello que pegou a todos desprevenidos.

Essa situação traz a tona os fantasmas dos anos anteriores. Para quem não se recorda, o Vasco até hoje deve jogadores da temporada 2016/17 como o armador argentino Damian Palacios.

Pior ainda, foi a temporada passada. Em que o clube começou estimando um valor alto de patrocínio, sem mesmo ter conseguido um e não foi por falta de empresa querendo colocar a sua marca na camisa cruzmaltina.

Além da estimativa alta em relação a patrocínio, o clube fez contratações de jogadores caros para o time naquele momento. A intenção do clube era ser campeão rapidamente e achou que trazendo jogadores de 30-70 mil reais mensais, era a melhor opção. Realmente, os nomes eram de peso e a empolgação foi geral com a equipe. Mas por diversas situações o time não encaixou e eu até comentei sobre um dos problemas no texto que eu fiz para o Bala Na Cesta, claro que o aspecto financeiro foi crucial para o desempenho decepcionante da equipe.

Uma situação que resume bem o caos financeiro e a má gestão do clube, foi a suposta saída do americano David Jackson via site Casaca. Na nota, Fernando Lima que era Vice-Presidente de Quadra e Salão da época, afirmou que o David foi pressionado pelo seu empresário a fazer valer o acordo de pagamento e decidiu deixar o clube.

Antes dessa nota ser lançada, o empresário Jesus Rostan já tinha me falado sobre a situação do ala no clube:

“Atualmente o clube deve 3 meses de salários e 1 ano de comissão”.

No fim, o seu empresário não soube que o jogador supostamente tinha saído do clube, David Jackson em nenhum momento falou como ex-jogador e dias depois, o atleta já estava em quadra pelo time de São Januário como se nada tivesse acontecido.

Esses foram alguns erros das administrações passadas, mas que com a chegada do novo presidente, o entendimento que o basquete teria que ser autossustentável e o clube já ter mostrado movimentação em busca de patrocínio, tudo encaminhava para que esse ano seria melhor do que os passados.

Então veio a notícia do Felipe Schmidt e tudo desmoronou. O resultado da declaração  começou a aparecer no media day do Novo Basquete Brasil (NBB), em que os americanos Desmond Holloway e Sam Muldrow não foram. A resposta é óbvia quando olhamos para o histórico do clube, o problema financeiro afastou os dois.

Quando eu digo afastou, é porque nenhum dos dois jogadores rescindiram o contrato com o time, mas claramente não tem mais confiança na gestão do clube. Pelo que eu pude apurar, os atletas já sofrem com atrasos de salários e isso vêm incomodando mesmo que eles não falem abertamente sobre o caso.

Procurei o atual VP de Quadra e Salão do clube, Jorge Veríssimo, para saber qual é a posição oficial do clube sobre o não aparacimento do Holloway no media day e foi essa resposta que tive:

“Ele desapareceu do clube desde o problema do empréstimo. Voltou aparecer com uma dor no estômago, foi prontamente atendido e desapareceu de novo! ”

Sem contar com Holloway, Muldrow e a confirmação que vai jogar o NBB 11, os torcedores seguem receosos para saber qual será o futuro do clube.

Uma coisa é certa, o Vasco da Gama vai ter mais uma temporada conturbada fora de quadra e só resta torcer para que isso não afete o rendimento dos jogadores.

RIO DE JANEIRO/RJ – SÁBADO, 25/08/2018 – 17:00 HS – FLAMENGO X VASCO – CAMPEONATO ESTADUAL DE BASQUETE – TIJUCA TÊNIS CLUBE – TIJUCA – RJ. FOTO: DIEGO MARANHÃO/PHOTOPRESS/
Anúncios

Felipe Souza é o criador do site HSBasketballBR, Blog do Souza e é co-criador do Live College BR. Ele escreve para o site americano D1Vision, para a Liga Super Basketball e tem textos no Bala Na Cesta. Faz trabalho de Scout nas horas vagas e acredita que o estudo diário do basquete, faz dele um profissional melhor.

0 comentário em “Vasco da Gama e a sua dificuldade em ter temporadas tranquilas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: